sicnot

Perfil

Economia

Presidente da Venezuela diz que faz "das tripas coração" para pagar salários

O Presidente de Venezuela, Nicolás Maduro, disse esta quinta-feira que, devido à queda do preço do petróleo, que agravou a crise económica no país, o Governo está a fazer "das tripas coração" para pagar os salários aos trabalhadores.

Nicolás Maduro decretou, no início deste ano, a "emergência económica", um estado de exceção que lhe permitiria implementar medidas drásticas para fazer face à crise, mas o parlamento rejeitou o decreto, que ficou sem efeito.

Nicolás Maduro decretou, no início deste ano, a "emergência económica", um estado de exceção que lhe permitiria implementar medidas drásticas para fazer face à crise, mas o parlamento rejeitou o decreto, que ficou sem efeito.

© Handout . / Reuters

"Quero dizer-vos, confessar-vos, que para pagar os salários este ano, e as pensões, estou a fazer das tripas coração", declarou Maduro, perante centenas de pessoas no discurso de comemoração do 24.º aniversário da tentativa de golpe do falecido Hugo Chávez.

Apesar das dificuldades económicas do país, que viu as suas receitas reduzirem-se em 70%, tem a inflação mais alta do mundo e uma grave escassez de produtos básicos, o chefe de Estado disse que, "ao povo não vai faltar nem trabalho, nem remunerações, nem pensões, nem educação, nem nenhuma outra coisa".

O Presidente venezuelano disse ainda que, nestes tempos de "tempestade e dificuldades, as famílias têm de unir-se (...), sem distinção de classe, ideologia, raças, religiões" e pediu "unidade nacional para enfrentar esta tormenta".

Nicolás Maduro decretou, no início deste ano, a "emergência económica", um estado de exceção que lhe permitiria implementar medidas drásticas para fazer face à crise, mas o parlamento rejeitou o decreto, que ficou sem efeito.

Isto aconteceu porque, de acordo com Maduro, a Assembleia Nacional, controlada pela oposição, "não se preocupa com a situação económica" e "virou costas ao país".

Maduro criticou ainda as convocatórias que a "assembleia burguesa" fez aos membros do seu gabinete, para que fossem questionados pelos deputados, às quais nenhum ministro atendeu até agora.

A Venezuela, que tem as maiores reservas de petróleo do mundo, tinha, até setembro passado, uma inflação anual de 141,5%, registando uma contração de 4,5% do Produto Interno Bruto (PIB) até ao terceiro trimestre de 2015.

Lusa

  • Inglaterra estreia-se com vitória suada frente à Tunísia

    Mundial 2018 / Tunísia

    A seleção inglesa estreou-se no Mundial 2018 com um triunfo sobre a Tunísia por 2-1, com o golo da vitória a ser apontado já para lá do minuto 90. O jogo foi referente à 1.ª jornada do grupo G. Veja aqui os golos e os lances que marcaram o encontro.

  • O melhor golo do 5.º dia de Mundial

    Desporto

    Numa escolha feita pelos jornalistas de desporto e do site da SIC Notícias, mostramos-lhe o melhor golo deste quinto dia de Mundial. Foi apontado por Dries Mertens, na vitória da Bélgica sobre o Panamá por 3-0.

  • Salto de Cristiano Ronaldo inspira dança afro-beat

    Desporto

    Uma música humorística afro-beat, publicada nas redes sociais e inspirada nos saltos de Cristiano Ronaldo quando marca golos, está a ser replicada na internet com dezenas de coreografias filmadas, muitas das quais em França.

  • Ronaldo no País dos Sovietes: As religiões praticadas na Rússia
    1:55
  • "Estamos a plantar fósforos"
    2:09

    Opinião

    O calor regressou esta segunda-feira em força e no terreno estiveram quase 1300 bombeiros a combater 70 fogos por todo o país. Depois da tragédia de Pedrógão Grande, o Presidente da República diz que a consciência do país mudou mas é preciso fazer mais. Já Miguel Sousa Tavares diz que o país está mais preparado para combater os incêndios do que alguma vez esteve. No entanto, o comentador da SIC diz que já foram plantados mais de "2500 hectares de eucaliptos" desde Pedrógão e que enquanto isso acontecer Portugal vai continuar a arder. 

    Miguel Sousa Tavares

  • Pai de Meghan Markle lamenta ser "nota de rodapé" no casamento real
    2:03
  • Quando as crianças fazem das suas... os pais é que pagam

    Mundo

    Quando as crianças fazem das suas, restam os pais para as castigar ou, em alguns casos, para sofrer as consequências desses atos. Quem o pode dizer é um casal norte-americano, que recebeu uma fatura de 132 mil dólares (cerca de 114 mil euros), depois de o filho ter derrubado uma estátua num centro comunitário.

    SIC