sicnot

Perfil

Economia

Taxa de desemprego da OCDE desceu para 6,8% em 2015

A taxa de desemprego nos países da OCDE terminou em 2015 em 6,8%, menos 0,6 pontos percentuais do que em 2014 e que se traduz num total de 41,4 milhões de desempregados, indicou hoje a organização.

A OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico), que publicou hoje os dados mensais agregados dos países membros, sublinhou num comunicado que na zona euro a taxa de desemprego caiu para 10,9%, menos 0,7 pontos percentuais do que no ano anterior.

Portugal, com uma taxa de desemprego de 12,6%, terminou o ano como o segundo país com mais desempregados da OCDE, a seguir a Espanha, que acabou o ano passado com uma taxa de desemprego de 22,1%. A Itália ficou na terceira posição, com uma taxa de 11,9%.

No extremo oposto, o Japão e a Coreia do Sul foram os países com menos população desempregada, com taxas de desemprego de 3,4% e de 3,6%, respetivamente.

As maiores quedas da taxa de desemprego em 2015 ocorreram em Espanha, com uma descida de 2,4 pontos percentuais para 22,1%, e na Irlanda e na Eslováquia, onde se verificaram quedas de 1,9 e 1,7 pontos percentuais para 9,4% e 11,5%, respetivamente.

A taxa de desemprego entre jovens, com idades entre os 15 e os 24 anos, em 2015 foi de 13,9% no conjunto da OCDE, percentagem que se elevou para 22,5% na zona euro e 20,4% na União Europeia (UE).

Por géneros, a taxa de desemprego das mulheres foi de 6,9% no conjunto da OCDE, de 11% na zona euro e de 9,5% na UE, percentagens que entre os homens foram de 6,7%, de 10,7% e de 9,4%, respetivamente

  • 105 detidos pela PSP e GNR nas últimas 24 horas

    País

    Só a GNR deteve 64 pessoas em flagrante delito, entre a noite de sexta-feira e o início da manhã deste sábado, a maioria das quais (47) por condução sob o efeito do álcool. A PSP de Lisboa efetuou 41 detenções em 24 horas, dez por tráfico de droga.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.