sicnot

Perfil

Economia

Exportações sobem 3,6% e importações aumentam 1,9% em 2015

As exportações portuguesas aumentaram 3,6% em 2015, face ao ano anterior, ao passo que as importações subiram 1,9% no último ano, determinando uma taxa de cobertura de 82,9%, revelou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Em termos de produtos, destacam-se em 2015 os "crescimentos assinaláveis" nas exportações de vestuário, nas exportações de matérias têxteis e nas exportações de têxteis-lar e outros artigos têxteis confecionados.

Em termos de produtos, destacam-se em 2015 os "crescimentos assinaláveis" nas exportações de vestuário, nas exportações de matérias têxteis e nas exportações de têxteis-lar e outros artigos têxteis confecionados.

© Rafael Marchante / Reuters

De acordo com os números do INE, a subida das exportações portuguesas em 2015 (de 3,6%) representam um aumento face aos 1,7% registados em 2014. Já as importações aumentaram 1,9%, durante todo o ano passado, num valor inferior ao verificado em 2014, que foi de 3,4%.

Em termos de variações homólogas mensais, em dezembro de 2015 as exportações recuaram 2,8%, sobretudo no comércio para fora da União Europeia, em especial nos metais comuns, máquinas e aparelhos e veículos e outros materiais de transporte, salienta o INE.

Também as importações diminuíram 0,7% em dezembro, essencialmente, devido à rubrica dos combustíveis minerais.

Nas trocas comerciais realizadas dentro da União Europeia (exportações Intra-UE), os dados do INE dão conta de um crescimento de 6,3% em 2015, acima dos 2,5% registados em 2014.

Relativamente às exportações para países fora da União Europeia, o balanço é negativo, já que caíram 3,0% no ano passado, face à descida de 0,2% verificada em 2014, segundo o INE.

Lusa

  • Queda de avioneta em Espanha causa 4 mortos

    Mundo

    Uma avioneta com destino a Cascais, em que seguia uma família de quatro pessoas - dois adultos e dois menores - caiu em Sotillo de las Palomas, em Toledo, Espanha.

    Em desenvolvimento

  • Um discurso histórico com os pedidos de sempre
    2:30

    País

    Jerónimo de Sousa voltou este domingo a pedir a renegociação da dívida e a saída de Portugal do euro. Num discurso historicamente curto, apenas 15 minutos, no encerramento do Congresso do PCP, o reeleito secretário-geral comunista anunciou que o aumento dos salários e a reversão das alterações à legislação laboral são duas prioridades para os próximos tempos.

  • Mais de 50 milhões de italianos decidem futuro do país
    1:43

    Mundo

    Este domingo, está nas mãos de mais de 50 milhões de eleitores italianos o futuro do país. Mais do que um voto à reforma constitucional, o referendo terá consequências políticas diretas no Governo italiano. As urnas fecham às 23h00, 22h00 em Lisboa. Os primeiros resultados são esperados meia hora depois.