sicnot

Perfil

Economia

DECO exige extensão do prazo de validação de faturas no e-fatura

A DECO exigiu hoje a extensão do prazo de validação das faturas no portal e-fatura, apelando ao Ministério das Finanças que crie as "condições necessárias" para ajudar os contribuintes a cumprir as suas obrigações fiscais.

(SIC/ Arquivo)

"Estão reunidas as condições para se exigir a extensão do prazo de validação das faturas. É, ainda, indispensável que as Finanças criem as condições necessárias para ajudar os contribuintes a cumprir as suas obrigações fiscais", defende a associação de defesa do consumidor em comunicado.

A DECO considera que o apoio da máquina fiscal no esclarecimento dos contribuintes que pretendam utilizar o e-fatura "é insuficiente", até porque tem recebido "crescentes pedidos de apoio" dos contribuintes, e por isso diz que "é indispensável" uma extensão do prazo.

A associação afirma que registou "um aumento de 35% no seu serviço de apoio telefónico na última semana, face a igual período do ano anterior", assim como "uma grande utilização" da plataforma de apoio online www.irssemcusto.pt, que já ajudou "mais de 17 mil contribuintes" a esclarecer a suas dúvidas.

"A DECO considera portanto, que estão reunidas as condições para se exigir a extensão do prazo de validação das faturas. É, ainda, indispensável que as Finanças criem as condições necessárias para ajudar os contribuintes a cumprir as suas obrigações fiscais", conclui.

O prazo de validação de faturas no sistema 'online' e-fatura termina já na segunda-feira, dia 15 de fevereiro.

Lusa

  • Manuel Delgado demitiu-se devido a "grave violação da privacidade"

    País

    O ex-secretário de Estado da Saúde diz que apresentou a demissão para "não perturbar nem criar qualquer tipo de embaraço ao normal funcionamento do Governo". Num comunicado, Manuel Delgado esclarece que foi remunerado pelo trabalho de consultor na Raríssimas "muito antes" da entrada no Governo e acrescenta que respeitou na íntegra todo o quadro legal e ético.

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28