sicnot

Perfil

Economia

Economia portuguesa cresceu 1,5% em 2015

O Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 1,5% no ano passado, segundo as estimativas do Instituto Nacional de Estatística (INE). São números que estão em linha com as expetativas dos analistas e também com as previsões do governo de António Costa.

© Hugo Correia / Reuters

Os dados divulgados hoje pelo INE revelam ainda que, nos últimos três meses de 2015, o PIB aumentou 1,2%, em relação ao trimestre anterior.

No final do ano houve uma redução no investimento, mas por outro lado as exportações de bens e serviços cresceram.

O anterior governo antecipou que a economia crescesse 1,6% em 2015, uma projeção que constava do Programa de Estabilidade 2015-2019, conhecido em abril do ano passado.

Já a previsão mais recente do atual Governo foi incluída no relatório da proposta do Orçamento do Estado para 2016, apresentado a 05 de fevereiro, e indicava que a economia portuguesa tivesse crescido 1,5% em 2015.

O crescimento do PIB hoje divulgado pelo INE, de 1,5%, confirma também as projeções dos credores internacionais, uma vez que o Fundo Monetário Internacional (FMI) e a Comissão Europeia antecipavam que o PIB português aumentasse 1,5% no ano de 2015.

Última atualização às 10:25

  • Presidente catalão garante ter plano de contingência
    2:14
  • "Não há um verdadeiro debate democrático em Espanha"
    2:24
    Quadratura do Círculo

    Quadratura do Círculo

    QUINTA-FEIRA 23:00

    No Quadratura do Círculo desta quinta-feira, José Pacheco Pereira disse que este braço de ferro em território espanhol reforça a linha autoritária que existe em Espanha. Jorge Coelho considera que é urgente recorrer à diplomacia para definir um caminho a médio ou a longo prazo. Já o gestor Manuel Queiró afirma que Portugal não deve encarar este referendo com condescendência. 

  • Subimos ao novo miradouro no pilar da Ponte 25 de Abril
    2:06
  • Uber perde licença para operar em Londres

    Economia

    O regulador de transporte de Londres decidiu hoje que vai retirar à Uber a licença para operar na capital britânica. A proibição entra em vigor no final deste mês e vai afetar 40 mil motoristas da empresa multinacional norte-americana.

  • 60 sobreviventes resgatados dos escombros no México
    1:21