sicnot

Perfil

Economia

Irão vai enviar 4 milhões de barris de petróleo para a Europa

O Irão está a preparar o envio em breve para a Europa de 4 milhões de barris de crude, anunciou hoje o diretor-executivo da companhia nacional de petróleo iraniano, Roknedin Yavadí.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Reuters Photographer / Reuters

"Nas próximas 24 horas, serão enviados 4 milhões de barris de crude do Irão em três petroleiros com destino à Europa", declarou o responsável, citado pela agência oficial iraniana para informações relativas a petróleo e energia, Shana.

O carregamento destina-se a Espanha, França e Rússia, explicou.

"Destes 4 milhões de barris de crude, dois milhões foram comprados pela companhia francesa Total e os outros dois por empresas de Espanha e Rússia", destinando-se a carga adquirida pelos russos a uma refinaria na Roménia.

Desde que foram levantadas as sanções económicas ao Irão, após a entrada em vigor de um acordo sobre o seu programa nuclear firmado com os Estados Unidos, França, China, Reino Unido, Rússia e Alemanha, o Ministério do Petróleo iraniano tem como principal objetivo aumentar as exportações petrolíferas.

Lusa

  • "Hoje vi chover lume"
    3:57
  • A Minha Outra Pátria
    29:53
  • Milhares de clientes da CGD vão pagar quase 5€/ mês por comissões de conta
    1:24

    Economia

    Milhares de clientes da Caixa Geral de Depósitos (CGD), que até aqui estavam isentos de qualquer pagamento, vão começar a pagar quase 5 euros por mês por comissões de conta. A medida abrange também reformados e pensionistas e entra em vigor já em setembro. Ainda assim, os clientes com mais de 65 anos e uma pensão inferior a 835 euros por mês continuam isentos.

  • O apelo da adolescente arrependida de ir lutar pelo Daesh

    Daesh

    Uma adolescente alemã que desapareceu da casa dos pais, no estado da Saxónia, esteve entre os vários militantes do Daesh detidos este fim de semana na cidade iraquiana de Mossul. Arrependida do rumo que deu à sua vida, deixou um apelo emocionado em que expressa, repetidamente, a vontade de "fugir" e voltar para casa.

    SIC