sicnot

Perfil

Economia

Jerónimo de Sousa acusa PSD e CDS de agitarem "espantalhos do medo"

O secretário-geral do Partido Comunista Português (PCP), Jerónimo de Sousa, acusou hoje PSD e CDS-PP de agitarem os "espantalhos do medo" em torno do Orçamento do Estado, procurando "semear o desânimo" entre os portugueses.

PAULO CUNHA

"Tem sido escandaloso ver PSD e CDS-PP papaguear a linguagem dos mandantes, a aplaudir todo e qualquer despacho de Bruxelas", vincou Jerónimo de Sousa, que falava em Lisboa num encontro de quadros do jornal Avante!, órgão do partido.

Os partidos da direita, que "tanto mal" fizeram aos cidadãos nos últimos quatro anos, agitam agora os "espantalhos do medo" também porque temem que o exemplo governativo português - com um executivo do PS apoiado parlamentarmente por outras forças - seja replicado "noutras paragens".

"Talvez também por isso, a dose de veneno que expelem contra o PCP não seja por acaso", sublinhou Jerónimo de Sousa.

Perante algumas dezenas de militantes comunistas, o secretário-geral do PCP advertiu que "cada pequeno avanço, cada pequena conquista, cada medida alcançada a favor dos trabalhadores e do povo" tem pela frente uma "brutal desinformação" apoiada numa "campanha de forças saudosistas da 'troika'".

No que refere à proposta de Orçamento, atualmente em discussão no parlamento em sede de especialidade, Jerónimo criticou também PSD e CDS-PP por virem "agora chorar" por haver aumento da carga fiscal em setores como a banca ou os fundos imobiliários, "aqueles que eles [PSD/CDS-PP] acham que não deviam ser tocados".

"Nós defendemos que quem mais tem, quem mais lucra, mais deve pagar. Quem menos tem, menos deve pagar", sustentou o secretário-geral do PCP.

O jornal Avante!, que está a assinalar 85 anos de existência, metade dos quais na clandestinidade como órgão antifascista, continua a afirmar-se hoje como um instrumento do PCP em prol dos trabalhadores.

Jerónimo começou a sua intervenção na sessão desta tarde por traçar uma cronologia do Avante!, órgão de informação que é uma "arma insubstituível" do PCP ao longo dos anos.

Apesar das "muitas tentativas de silenciamento" ao longo dos anos, o título mantém-se como o "porta-voz" por uma "política patriótica de esquerda", vincou o líder comunista.

"O reforço do Avante! significará sempre o reforço do partido", prosseguiu Jerónimo de Sousa.

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.