sicnot

Perfil

Economia

Exportações têxteis e vestuário obtêm melhores resultados dos últimos 13 anos

As exportações da indústria têxtil e vestuário (ITV) portuguesa registaram em 2015 os melhores resultados dos últimos 13 anos, aumentando cerca de 5% para mais de 4.800 milhões de euros, anunciou hoje a associação setorial.

Em termos de produtos, destacam-se em 2015 os "crescimentos assinaláveis" nas exportações de vestuário, nas exportações de matérias têxteis e nas exportações de têxteis-lar e outros artigos têxteis confecionados.

Em termos de produtos, destacam-se em 2015 os "crescimentos assinaláveis" nas exportações de vestuário, nas exportações de matérias têxteis e nas exportações de têxteis-lar e outros artigos têxteis confecionados.

© Rafael Marchante / Reuters

Num comunicado, a organização internacional de defesa dos direitos humanos pede aos dois governos que "cooperem com a maior urgência para identificar, nos campos do norte de França, os refugiados e migrantes que têm laços familiares no Reino Unido para assegurarem uma transferência rápida para junto das respetivas famílias".

"As autoridades francesas e britânicas repetem incessantemente que ninguém pode atravessar o Canal da Mancha. Mas a nossa investigação mostra que numerosos refugiados e migrantes têm o direito de ser reunidos com a família no Reino Unido sem terem de apanhar comboios em andamento", afirmou Jean-François Dubost, responsável pelo programa sobre pessoas separadas da secção francesa da Amnistia Internacional, citado no comunicado.

Segundo a organização, cerca de 6.500 refugiados e migrantes vivem em campos improvisados em Calais e Dunkerque, no norte de França, pelo que Paris e Londres devem garantir "o acesso a um acompanhamento jurídico adequado para que os que têm membros da família no Reino Unido se lhes possam juntar".

Alguns migrantes em França têm, segundo a Amnistia, "sólidos argumentos jurídicos para se juntarem à família no Reino Unido, seja no âmbito do direito europeu seja da regulamentação britânica relativa à imigração".

"As regras em matéria de reunificação familiar restringem-se atualmente à família nuclear, ou seja, companheiros e filhos a cargo. Essas regras devem ser ampliadas para incluir membros da família alargada", afirma a organização, acrescentando que, dessa forma, "o Reino Unido partilharia com França a sua parte da responsabilidade na crise mundial dos refugiados".

Lusa

  • Vem lá chuva

    País

    A chuva vai voltar a Portugal continental a partir de quarta-feira e pelo menos até domingo, enquanto as temperaturas mínimas deverão subir.

  • "O Sporting é o um barco à deriva"
    2:26
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    A crise do Sporting foi o principal tema em O Dia Seguinte, esta segunda-feira. José Guilherme Aguiar censura Bruno de Carvalho por ter convidado Jorge Jesus para a comissão de honra da recandidatura. Já Rogério Alves não tem dúvidas que a contestação tem aumentado de tom devido à proximidade das eleições do Sporting. Rui Gomes da Silva pensa que toda a direção leonina é responsável pelo mau momento atual do clube.

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Violação emitida em direto no Facebook

    Mundo

    Três homens foram detidos na Suécia, por suspeitas de violação de uma mulher, num apartamento a 70 quilómetros da capital. Os suspeitos filmaram o ato de violência e exibiram-no em direto no Facebook.

  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.