sicnot

Perfil

Economia

Finanças prolongam verificação de faturas e adiam entrega do IRS

O Ministério das Finanças decidiu prorrogar, por uma semana, o prazos de verificação de faturas electronicas. A entrega de declarações de IRS também sofre alterações nas datas. O anúncio foi feito hoje em comunicado, após os problemas técnicos no acesso ao Portal e-fatura.

Assim, o prazo para confirmação e comunicação de faturas o e-fatura, que terminava hoje, é prolongado até ao dia 22 de fevereiro, ou seja, por mais uma semana.

A disponilização dos valores correspondentes ao "recibo eletrónico de rendas e de todas as declarações entregues por entidades terceiras" também tem novo prazo, até 15 de março.

A entrega do IRS para trabalhadores por conta de outrém vai decorrer durante o mês de abril, quando estava inicialmente prevista para de 15 de março a 15 de abril. E a segunda fase da entrega do IRS, para trabalhadores por contra própria, acontece em maio.

O Governo garante que "a prorrogação dos prazos que ora se determina, não impede que a liquidação do IRS seja efetuada nos prazos previstos".

Última atualização às 11:47

  • Corpos de portuguesas trasladados segunda-feira 
    1:27
  • Incendiários vão passar o verão com pulseira eletrónica

    País

    Os tribunais vão poder condenar os incendiários a penas de prisão domiciliária, com pulseira eletrónica, durante as épocas de incêndio. A nova lei foi aprovada na semana passada, na Assembleia da República, e aguarda a promulgação do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

  • Estado vai tomar posse de terras abandonadas

    País

    O Governo vai recorrer ao Código Civil para permitir que o Estado tome posse de terras ao abandono. À margem da entrevista ao Expresso, o primeiro-ministro anunciou que o Governo irá acionar o artigo 1345º do Código Civil, que estabelece que as coisas imóveis sem dono conhecido se consideram do património do Estado.

  • "Trump, deixe-me ajudá-lo a escrever o discurso"
    0:47

    Mundo

    Arnold Schwarzenegger diz que Donald Trump tem o dever moral de se opor ao ódio e ao racismo. Num vídeo publicado nas redes sociais, o ator norte-americano e antigo governador da Califórnia encenou o discurso que Donald Trump devia ter. 

  • Hino da SIC tocado pela viola beiroa
    2:22