sicnot

Perfil

Economia

Ryanair lança voos adicionais nas rotas suspensas pela TAP a partir de outubro

A Ryanair anunciou hoje voos adicionais a partir do Porto para Barcelona, Milão e Bruxelas, rotas que foram suspensas pela TAP, e Madrid, bem como uma nova ligação para Varsóvia (Polónia) a partir de outubro.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Agencja Gazeta / Reuters

Em conferência de imprensa no Porto, a companhia aérea anunciou o calendário de inverno, que começa em outubro, que inclui uma nova rota para Varsóvia e três ligações de inverno para Dublin, Liverpool e Valência, bem como voos adicionais para Madrid, Barcelona, Milão e Bruxelas.

Esta estratégia permitirá, segundo a companhia, "transportar 3,4 milhões de clientes por ano e apoiar 2.600 empregos no Aeroporto do Porto".

Em janeiro, a TAP anunciou que ia suspender a partir de 27 de março quatro rotas do Porto para Barcelona, Milão, Bruxelas e Roma, e outras cinco de Lisboa com ligação a diferentes cidades europeias.

A TAP informou também que ia duplicar as ligações diárias entre o Porto e Lisboa, estando a estudar com a ANA -- Aeroportos de Portugal soluções para encurtar o tempo necessário para os procedimentos de embarque.

Para o diretor de marketing da companhia 'low cost' (baixo-custo), Jenny Jacobs, a cidade do Norte de Portugal - onde a empresa entrou há 11 anos - é muito importante para a estratégia da companhia.

"A Ryanair continua a oferecer múltiplos voos diários desde o Porto, conectando o Norte do país com os maiores centros de negócios em toda a Europa, incluindo voos adicionais para Madrid (duas vezes por dia), Barcelona (duas vezes por dia), Bruxelas Z (nove vezes por semana) e Bruxelas C (seis vezes semana), bem como Milão (onze vezes por semana)", disse.

Lusa

  • "Putin é uma ameaça maior do que o Daesh"
    0:24

    Mundo

    O senador norte-americano John Mccain atacou Vladimir Putin dizendo que é uma ameaça maior do que o Daesh. O antigo candidato à Casa Branca acusa a Rússia de querer destruir a democracia ao tentar manipular o resultado das presidenciais dos Estados Unidos.

  • "Não podemos fazer de Lisboa uma cidade para turistas"
    2:44

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite da SIC, o mandato de Fernando Medina na Câmara de Lisboa. O comentador da SIC defendeu que o autarca tem "muitos problemas por resolver" e que a Câmara tem investido "mais na recuperação de zonas em que os lisboetas praticamente não conseguem ir". Sousa Tavares disse ainda que Lisboa não pode ser uma cidade para turistas.

    Miguel Sousa Tavares

  • "É muito importante ceder à tentação de se abolir a liberdade"
    1:06
  • Menos casos de sida em Portugal
    1:44