sicnot

Perfil

Economia

Companhia chinesa compra 12 aviões à Boeing

A construtora aeronáutica norte-americana Boeing disse hoje ter chegado a acordo com a transportadora chinesa Okay Airways para a venda de 12 aviões Boeing 737, num negócio avaliado em 1,3 mil milhões de dólares.

Em julho, um avião da companhia aérea com destino a Milão voltou a Nova Deli depois de um suposto avistamento de um rato. (Arquivo)

Em julho, um avião da companhia aérea com destino a Milão voltou a Nova Deli depois de um suposto avistamento de um rato. (Arquivo)

© Krishnendu Halder / Reuters

A compra depende agora da aprovação do Governo chinês.

A Okay Airways, companhia aérea com sede em Pequim, comprometeu-se a comprar oito 737 MAX 8s, três 737 MAX 9s e a próxima geração do modelo 737-900.

Durante a primeira visita oficial do Presidente chinês, Xi Jinping, aos EUA, em setembro passado, a China anunciou que iria comprar 300 aviões à Boeing, por cerca de 38 mil milhões de dólares (34,4 mil milhões de euros).

A construtora norte-americana estima que, até 2034, a China precisará de 6.330 novos aviões, num valor total de 950 mil milhões de dólares (899 mil milhões de euros) - mais de quatro vezes o Produto Interno Bruto português.

Lusa

  • "Foi um golpe muito forte"
    1:41
  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão

  • SIC acompanhou Francisco George no último dia como diretor-geral da Saúde
    6:20