sicnot

Perfil

Economia

Companhia chinesa compra 12 aviões à Boeing

A construtora aeronáutica norte-americana Boeing disse hoje ter chegado a acordo com a transportadora chinesa Okay Airways para a venda de 12 aviões Boeing 737, num negócio avaliado em 1,3 mil milhões de dólares.

Em julho, um avião da companhia aérea com destino a Milão voltou a Nova Deli depois de um suposto avistamento de um rato. (Arquivo)

Em julho, um avião da companhia aérea com destino a Milão voltou a Nova Deli depois de um suposto avistamento de um rato. (Arquivo)

© Krishnendu Halder / Reuters

A compra depende agora da aprovação do Governo chinês.

A Okay Airways, companhia aérea com sede em Pequim, comprometeu-se a comprar oito 737 MAX 8s, três 737 MAX 9s e a próxima geração do modelo 737-900.

Durante a primeira visita oficial do Presidente chinês, Xi Jinping, aos EUA, em setembro passado, a China anunciou que iria comprar 300 aviões à Boeing, por cerca de 38 mil milhões de dólares (34,4 mil milhões de euros).

A construtora norte-americana estima que, até 2034, a China precisará de 6.330 novos aviões, num valor total de 950 mil milhões de dólares (899 mil milhões de euros) - mais de quatro vezes o Produto Interno Bruto português.

Lusa

  • Incêndio destrói igreja em Ponte da Barca
    1:49

    País

    Um incêndio destruiu na última madrugada a Igreja de Lavradas, em Ponte da Barca. A Polícia Judiciária de Braga está a investigar as causas do fogo, mas tudo aponta para um curto-circuito.

  • Bairro em Loures não tem luz há mais de um ano
    2:30

    País

    O bairro da Torre, junto ao aeroporto de Lisboa mas ainda no concelho de Loures, não tem eletricidade nem nos postes, nem nas casas. A EDP e os moradores nunca chegaram a acordo para uma solução de pagamento coletivo e a empresa, para acabar com as puxadas eléctricas ilegais, decidiu cortar de vez o abastecimento há mais de um ano.