sicnot

Perfil

Economia

Dedução fixa por filho pode ultrapassar em várias dezenas os 550€ previstos

Dedução fixa por filho pode ultrapassar em várias dezenas os 550€ previstos

O Governo está a ponderar aumentar a dedução fixa por filho, que vem substituir o quociente familiar. O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Fernando de Rocha Andrade, anunciou esta manhã que, depois de fazer melhor as contas, o Executivo entende que será possível aumentar esta dedução em várias dezenas, para além dos 550 euros inicialmente previstos.

  • Dedução fixa por filho maior do que 550€
    0:53

    Orçamento do Estado 2016

    A dedução fixa por filho no IRS vai mesmo ser maior do que os 550 euros previstos no orçamento. A revelação foi feita pelo secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Rocha Andrade, que não avança, para já, o valor exacto do desconto. O Governo acabou com o quociente familiar, criado pelo anterior executivo e substituiu a medida por uma dedução fixa, independentemente do nível de rendimentos da família.

  • Governo diz que dedução de 550 euros por filho poderá aumentar
    1:17

    Economia

    O Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais diz que a substituição do quociente familiar pela dedução fixa por filho terá um impacto neutro. Caso se confirme que há margem para um valor superior aos 550 euros por filho, Rocha Andrade garante que o aumento pode avançar ainda durante a discussão do orçamento na especialidade.

  • Traço contínuo às curvas
    2:42
  • Quando se pode circular pela esquerda? A GNR explica (e fiscaliza)
    5:46

    Edição da Manhã

    A regra aplica-se a autoestradas e outras vias com esse perfil mas dentro das localidades há exceções. A Guarda Nacional Republicana está a promover em todo o território nacional várias ações de sensibilização e fiscalização no sentido de prevenir e reprimir a circulação de veículos pela via do meio ou da esquerda quando não exista tráfego nas vias da direita. O major Paulo Gomes, da GNR, esteve na Edição da Manhã. 

  • Reservas de viagens na Páscoa e no verão aumentaram
    1:19

    Economia

    As reservas de viagens no período da Páscoa e do verão aumentaram este ano, tanto para o estrangeiro como para dentro de Portugal. O Algarve, a Madeira e os Açores continuam a ser os destinos de eleição. Os portugueses estão também a marcar férias com mais antecedência, uma das receitas para conseguir melhores preços.

  • Escada rolante inverte sentido e varre dezenas de pessoas
    1:15
  • Jovens impedidas de embarcar de leggings

    Mundo

    A moda das calças-elásticas-super-justas volta a fazer estragos. Desta vez nos EUA onde duas adolescentes foram impedidas de embarcar num voo da United Airlines devido à indumentária, que não cumpria com as regras dos tripulantes ou acompanhantes da companhia aérea norte-americana.

    Manuela Vicêncio

  • Cristas calcula défice de 3,7% sem "cortes cegos" das cativações
    0:45

    Economia

    Assunção Cristas diz que o défice de 2,1% só foi conseguido porque o Governo fez cortes cegos na despesa pública. Esta manhã, depois de visitar uma unidade de cuidados continuados em Sintra, a presidente do CDS-PP afirmou que, pelas contas do partido, sem cativações, o défice estaria nos 3,7%.

  • O pedido de desculpas de Dijsselbloem
    2:12

    Mundo

    O Governo português continua a mostrar a indignação que diz sentir perante as declarações do presidente do Eurogrupo. O ministro dos Negócios Estrangeiros português garante que com Dijsselbloem "não há conversa possível". Jeroen Dijsselbloem começou por recusar pedir desculpa mas depois cedeu perante a onda de indignação.