sicnot

Perfil

Economia

Dedução fixa por filho pode ultrapassar em várias dezenas os 550€ previstos

Dedução fixa por filho pode ultrapassar em várias dezenas os 550€ previstos

O Governo está a ponderar aumentar a dedução fixa por filho, que vem substituir o quociente familiar. O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Fernando de Rocha Andrade, anunciou esta manhã que, depois de fazer melhor as contas, o Executivo entende que será possível aumentar esta dedução em várias dezenas, para além dos 550 euros inicialmente previstos.

  • Dedução fixa por filho maior do que 550€
    0:53

    Orçamento do Estado 2016

    A dedução fixa por filho no IRS vai mesmo ser maior do que os 550 euros previstos no orçamento. A revelação foi feita pelo secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Rocha Andrade, que não avança, para já, o valor exacto do desconto. O Governo acabou com o quociente familiar, criado pelo anterior executivo e substituiu a medida por uma dedução fixa, independentemente do nível de rendimentos da família.

  • Governo diz que dedução de 550 euros por filho poderá aumentar
    1:17

    Economia

    O Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais diz que a substituição do quociente familiar pela dedução fixa por filho terá um impacto neutro. Caso se confirme que há margem para um valor superior aos 550 euros por filho, Rocha Andrade garante que o aumento pode avançar ainda durante a discussão do orçamento na especialidade.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.