sicnot

Perfil

Economia

Portugal colocou 1.000 M€ em dívida de curto prazo a taxas superiores

Portugal colocou hoje 1.000 milhões de euros em Bilhetes de Tesouro (BT) a três e 11 meses a taxas de juro superiores às registadas nos anteriores leilões comparáveis, de dezembro, foi anunciado.

(SIC/Arquivo)

(SIC/Arquivo)

Segundo a página da Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP), nestes dois leilões foram colocados 300 milhões de euros em BT a três meses a uma taxa de juro média positiva de 0,008%, superior à mínima de sempre, de -0,023%, verificada em 16 de dezembro.

A procura de BT a três meses foi 2,3 vezes superior ao montante colocado.

Os restantes 700 milhões de euros foram colocados em BT a 11 meses a uma taxa de juro média de 0,100%, também superior à do leilão precedente, de dezembro, de 0,030%.

Em relação à procura de BT a 11 meses, esta foi 1,52 vezes superior ao montante colocado.

O montante indicativo global destas duas emissões anunciado pelo IGCP era entre os 750 e os 1.000 milhões de euros.

A última emissão de BT a 11 meses foi realizada a 16 de dezembro e, na altura, o IGCP colocou no mercado 750 milhões de euros, tendo conseguido uma taxa média de juro de 0,030%.

Também a emissão mais recente de BT a três meses foi a 16 dezembro do ano passado, tendo o IGCP colocado no mercado 248 milhões de euros a uma taxa de juro média de -0,023%.

Lusa

  • Homens vítimas de violência doméstica
    31:17
  • Jogo entre FC Porto e Mónaco, reencontro de jogadores e técnicos
    1:18
  • Défice chegou aos 2.034 milhões em agosto
    1:51

    Economia

    O défice do Estado caiu 1.900 milhões de euros até agosto, em comparação com o ano passado. A recuperação da economia ajudou a baixar o défice, com mais receitas e impostos acima do esperado. Já a despesa pública ficou praticamente inalterada e os pagamentos do Estado em atraso subiram.

  • Concerto de homenagem às vítimas de Charlottesville
    2:17