sicnot

Perfil

Economia

Acabaram os carros da Fatura da Sorte

O sorteio Fatura da Sorte vai passar a dar Certificados do Tesouro Poupança Mais (CTPM), em vez de automóveis, uma medida aprovada hoje em reunião do Conselho de Ministros.

O sorteio Fatura da Sorte foi criado pelo governo de Passos Coelho para incentivar os contribuintes a pedirem fatura.

O sorteio Fatura da Sorte foi criado pelo governo de Passos Coelho para incentivar os contribuintes a pedirem fatura.

(Lusa/Arquivo)

"Reconhecendo-se o contributo do mecanismo do sorteio para um maior cumprimento dos deveres de emissão de fatura, foi contudo entendido que a natureza do prémio até agora utilizado - um veículo automóvel - não era a mais adequada", explica o Governo no comunicado sobre a reunião de hoje.

Os novos prémios de certificados a atribuir aos vencedores do sorteio têm, no entanto, de ter valor equivalente ao do prémio automóvel, que ronda os 40 mil euros.

O Governo explica, no comunicado, que a mudança do prémio para títulos de dívida destinados à poupança, emitidos pela Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública - IGCP, traduz-se numa "simplificação dos procedimentos".

"Tem ainda a virtualidade de estimular o aforro das famílias e promover os produtos de poupança do Estado, mantendo-se o objetivo de promover a cidadania fiscal dos contribuintes no combate à economia informal e na prevenção da evasão fiscal", acrescenta o executivo.

O sorteio Fatura da Sorte foi criado pelo governo de Passos Coelho para incentivar os contribuintes a pedirem fatura, sendo desde 2014 o prémio atribuído um automóvel.

Em 2015 foram sorteados 52 automóveis de gama alta e no final do ano foram ainda sorteados três automóveis Audi A6 no sorteio extraordinário, de 30 de dezembro.

Lusa

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15