sicnot

Perfil

Economia

Economia venezuelana contraiu 5,7% em 12 meses

A economia venezuelana contraiu-se 5,7% entre janeiro e dezembro de 2015, segundo dados divulgados hoje pelo Banco Central da Venezuela, afetada pela queda dos preços do petróleo.

© Carlos Garcia Rawlins / Reuters (Arquivo)

Trata-se da segunda maior contração desde 2002, ano em que a economia venezuelana contraiu 8,9% e inferior à contração registada em 2003, que foi de 7,8%.

«Entre os fatores que determinaram o comportamento da atividade económica no ano de 2015 encontra-se a menor disponibilidade de divisas, produto do impacto adverso da queda dos preços do petróleo, situação que afetou as importações requeridas pelo aparelho produtivo nacional», lê-se num relatório do Banco Central da Venezuela.

Segundo o documento, as atividades não petrolíferas venezuelanas caíram 5,6% em 2015 e as petrolíferas cederam 0,9%.

No entanto, segundo o documento, «nas atividades não petrolíferas destaca-se o crescimento observado nas comunicações (2,7%) e na prestação de serviços gerais do Governo (1%)».

«Estes resultados não permitiram compensar a queda registada na construção (23,8%), instituições financeiras (13%), comércio (11,8%), transporte e armazenamento (6,9%), manufatura (6,8%), serviços comunitários sociais e pessoais (4,3%), minas (3,6%) e eletricidade e água (2,9%)», salienta-se no documento.

Ainda segundo o banco central venezuelano, a forte queda na construção deveu-se a «dificuldades para aceder a materiais básicos como o cimento e produtos de aço, madeira, vidros, cabos, cerâmica, entre outros».

«Sob a ótica institucional, no ano de 2015, o setor público teve um aumento de 1,1%, enquanto o setor privado desceu 8,4%», explica o Banco Central da Venezuela, precisando que o investimento fixo bruto caiu 17,6%, que o consumo final privado cedeu 7,8% e que o gasto geral do Governo desceu 2,4%.

Os resultados dão conta que a economia venezuelana leva dois anos consecutivos em contração, face à registada em 2014 e que foi de 3,9%.

Lusa

  • O tempo para hoje
    0:57

    País

    O Instituto do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje chuva fraca a norte do sistema Montejunto-Estrela com subidada temperatura mínima. Céu muito nublado ou encoberto, apresentando-se em geral pouco nublado no Baixo Alentejo e no Algarve até meio da manhã. Períodos de chuva fraca ou chuvisco nas regiões a norte do sistema montanhoso Montejunto-Estrela, mais frequentes no Minho e Douro Litoral e a partir da tarde.

  • Jovens adoptados e filha do líder da IURD com versões diferentes dos acontecimentos
    4:06

    País

    Os jovens adoptados e a filha do bispo Edir Macedo, que alegadamente os adoptou, têm versões diferentes sobre o que aconteceu. Vera e Luís Katz garantem que foram adoptados por uma família norte-americana, com que viveram até aos 20 anos. Viviane Freitas, filha do líder da Igreja Universal do Reino de Deus, conta que foi mãe das crianças durante três anos, apesar de lhe ter sido negada a adopção.

  • Cabecilha da seita Verdade Celestial é "mentiroso, egocêntrico e psicótico"
    2:22

    País

    O cabecilha da seita "Verdade Celestial" foi condenado a 23 anos de pena de prisão por abusos sexuais de crianças e adolescentes. O juiz diz que o cabecilha do grupo era mentiroso patológico, egocêntrico, impulsivo e com personalidade psicótica. Dos oito acusados, duas mulheres foram absolvidas e seis arguidos foram condenados a penas efetivas. A rede de abusadores foi desmantelada há dois anos, numa quinta de Palmela.

  • Mau tempo obriga ao cancelamento de centenas de voos na Europa
    1:21
  • Antigos quadros da Facebook declaram-se preocupados com efeitos da rede social

    Mundo

    Alguns dos antigos quadros da empresa Facebook estão a começar a exprimir sérias dúvidas sobre a rede social que ajudaram a criar, foi noticiado. A Facebook explora "uma vulnerabilidade na psicologia humana" para criar dependência entre os seus utilizadores, afirmou o primeiro presidente da empresa, Sean Parker, num fórum público.