sicnot

Perfil

Economia

Empresa que ganhou Metro e Carris pede indemnização se processo for anulado

O grupo ADO, que venceu a subconcessão do Metropolitano de Lisboa e da rodoviária Carris através da participada espanhola Avanza, considera que a anulação do processo é destituída "de qualquer fundamento" e exige ser ressarcido dos prejuízos.

(Arquivo)

(Arquivo)

Numa carta que enviou ao grupo de trabalho dos transportes, constituído no parlamento e à qual a Lusa teve hoje acesso, o diretor da ADO, Luis Fernando Bonfil, diz que "os vícios alegados nesse projeto de decisão são, de todo em todo, destituídos de qualquer fundamento" e contesta a condução do processo.

Foi isso mesmo que a ADO afirmou no princípio do mês às autoridades portuguesas na audição prévia para a qual foi notificada.

O grupo deixa ainda críticas à atuação das autoridades portugueses, afirmando que "não pode deixar de reiterar, também aqui, o protesto pela forma como todo este processo, de cariz eminentemente político, tem sido conduzido pelo Governo de Portugal e pelas próprias empresas Carris e Metro".

Frisando que "sempre atuou de boa fé", a ADO recorda que "não poderá deixar de tomar todas as medidas necessárias para a defesa dos seus direitos, recorrendo, se necessário, às instâncias jurisdicionais nacionais e internacionais competentes, de modo a ser ressarcida pelos prejuízos causados e pelos benefícios que, em consequência, deixou de obter".

O grupo considera que os "custos significativos" da reversão das subconcessões estão a ser "ignorados" pelo Governo português e pelas empresas "não só ao nível das poupanças (215 milhões) (...) mas também quanto aos montantes das indemnizações a suportar, caso esta decisão vá por diante".

A ADO escreveu ao grupo de trabalho na sequência do convite que lhe foi endereçado para ir ao parlamento prestar esclarecimentos.

Na quarta-feira foram ouvidas na Assembleia da República as empresas estrangeiras que o anterior Governo escolheu por ajuste direto para explorarem os transportes públicos do Porto (Alsa e Transdev).

A subconcessão das empresas públicas de transporte foi lançada pelo Governo de Passos Coelho (PSD/CDS-PP) e anulada pelo executivo de António Costa, nove dias depois de ter entrado em funções.

O Governo PS acredita que a reversão não implica o pagamento de indemnizações.

Lusa

  • Família Aveiro na inauguração do Aeroporto Cristiano Ronaldo
    2:34

    País

    A decisão de dar o nome de Cristiano Ronaldo ao aeroporto da Madeira divide opiniões. Contudo, na cerimónia de inauguração desta quarta-feira só se ouviram aplausos. Os madeirenses juntaram-se à porta do aeroporto para ver e receber o melhor jogador do mundo. Também a família do jogador esteve na Madeira para apoiar Ronaldo.

  • A (polémica) mudança de nome do aeroporto da Madeira
    2:00

    País

    O aeroporto da Madeira é desde esta quarta-feira aeroporto Cristiano Ronaldo. O Presidente da República e o primeiro-ministro estiveram juntos na homenagem ao futebolista. A alteração não é consensual entre os madeirenses.

  • O busto de Ronaldo que virou piada no mundo inteiro
    2:04

    País

    No dia em que foi formalizado o novo nome do aeroporto da Madeira, foi também conhecido o busto em bronze de Cristiano Ronaldo e que, desde logo, começou a provocar reações em todo o mundo. As críticas da imprensa internacional não são propriamente positivas e a internet aproveitou para dar contornos humorísticos à criação.

  • A história de um dos maiores fãs de Cristiano Ronaldo
    5:52

    Desporto

    Um dos maiores fãs de Cristiano Ronaldo não perdeu a oportunidade de se deslocar à Madeira, para conhecer o ídolo e o local onde Cristiano nasceu e cresceu. Lucas Mendes é brasileiro, tem apenas 23 anos e criou a página de fãs de Ronaldo mais seguida no Brasil.

  • Os seus descontos para a Segurança Social estão em ordem?
    7:50
    Contas Poupança

    Contas Poupança

    4ª FEIRA JORNAL DA NOITE

    Os portugueses estão cada vez mais preocupados com a reforma. O valor que se vai receber depende dos descontos que se fizerem para a Segurança Social. Mas há contabilistas que cometem burlas com o dinheiro dos clientes, há esquecimentos, e empresas que deixam de pagar as contribuições por falta de verbas. O Contas Poupança explica-lhe como pode ver neste instante se todos os seus descontos estão nos cofres da Segurança Social, e corrigir algum erro antes que seja tarde demais.

  • "Não há razão para fingirmos que hoje é um dia feliz"
    1:55

    Brexit

    Depois de receber esta quarta-feira a notificação do Brexit, o presidente do Conselho Europeu antecipou negociações difíceis. Donald Tusk diz que agora é preciso minimizar os prejuízos para os cidadãos europeus e para as empresas.

  • "Não há recuo possível"
    2:30

    Brexit

    O processo de saída do Reino Unido da União Europeia começou esta quarta-feira, com a ativação do artigo 50.º do Tratado de Lisboa. A notificação de Theresa May foi feita por carta a Donald Tusk e a primeira-ministra disse que não recuo possível. O processo de negociações levará dois anos e a saída do Reino Unido da União Europeia ficará concluída em 2019.