sicnot

Perfil

Economia

Empresa que ganhou Metro e Carris pede indemnização se processo for anulado

O grupo ADO, que venceu a subconcessão do Metropolitano de Lisboa e da rodoviária Carris através da participada espanhola Avanza, considera que a anulação do processo é destituída "de qualquer fundamento" e exige ser ressarcido dos prejuízos.

(Arquivo)

(Arquivo)

Numa carta que enviou ao grupo de trabalho dos transportes, constituído no parlamento e à qual a Lusa teve hoje acesso, o diretor da ADO, Luis Fernando Bonfil, diz que "os vícios alegados nesse projeto de decisão são, de todo em todo, destituídos de qualquer fundamento" e contesta a condução do processo.

Foi isso mesmo que a ADO afirmou no princípio do mês às autoridades portuguesas na audição prévia para a qual foi notificada.

O grupo deixa ainda críticas à atuação das autoridades portugueses, afirmando que "não pode deixar de reiterar, também aqui, o protesto pela forma como todo este processo, de cariz eminentemente político, tem sido conduzido pelo Governo de Portugal e pelas próprias empresas Carris e Metro".

Frisando que "sempre atuou de boa fé", a ADO recorda que "não poderá deixar de tomar todas as medidas necessárias para a defesa dos seus direitos, recorrendo, se necessário, às instâncias jurisdicionais nacionais e internacionais competentes, de modo a ser ressarcida pelos prejuízos causados e pelos benefícios que, em consequência, deixou de obter".

O grupo considera que os "custos significativos" da reversão das subconcessões estão a ser "ignorados" pelo Governo português e pelas empresas "não só ao nível das poupanças (215 milhões) (...) mas também quanto aos montantes das indemnizações a suportar, caso esta decisão vá por diante".

A ADO escreveu ao grupo de trabalho na sequência do convite que lhe foi endereçado para ir ao parlamento prestar esclarecimentos.

Na quarta-feira foram ouvidas na Assembleia da República as empresas estrangeiras que o anterior Governo escolheu por ajuste direto para explorarem os transportes públicos do Porto (Alsa e Transdev).

A subconcessão das empresas públicas de transporte foi lançada pelo Governo de Passos Coelho (PSD/CDS-PP) e anulada pelo executivo de António Costa, nove dias depois de ter entrado em funções.

O Governo PS acredita que a reversão não implica o pagamento de indemnizações.

Lusa

  • Militar ferido com gravidade em acidente com Pandur
    1:19

    País

    O acidente em Vila Real que envolveu uma viatura militar fez três feridos. Uma das vítimas ficou em estado grave e teve de ser transportada de helicóptero para o Hospital Santo António do Porto. O militar ficou encarcerado no veículo blindado, o que dificultou os trabalhos de socorro.

  • Ricardo Salgado constituído arguido e interrogado no DCIAP
    2:46

    Operação Marquês

    O ex-presidente do BES está a ser ouvido no DCIAP, a responder às questões do procurador Rosário Teixeira e do inspetor da Autoridade Tributária Paulo Silva. Têm sido levantadas dúvidas quanto ao dinheiro em contas de Carlos Santos Silva, amigo de José Sócrates, e suspeita-se que grande parte desses 20 milhões de euros tenham vindo de sociedades com ligação ao grupo Espírito Santo.

  • Bebé nasce na Ucrânia com ADN de três pais

    Mundo

    Nasceu a 5 de janeiro, na Ucrânia, uma menina filha de um casal infértil graças à ajuda de uma nova técnica de fertilização in vitro, que conta com a colaboração de uma terceira pessoa. De acordo com o britânico The Times, os médicos utilizaram pela primeira vez um método denominado transferência pronuclear. Esta não é, contudo, a primeira vez que nasce um bebé com ADN de três progenitores.

  • CIA desvenda segredos de quase 50 anos de História

    Mundo

    A CIA publicou online quase 12 milhões de documentos confidenciais. Basta uma ligação à Internet para navegar por entre 50 anos de relatórios outrora secretos. Entre os milhões de páginas, estão documentos sobre um eventual assassínio de Fidel Castro, detalhes sobre os crimes de guerra nazis, relatórios sobre avistamentos de OVNI e um estudo sobre telepatia denominado "Projeto Star Gate".