sicnot

Perfil

Economia

PS e BE querem ver relatório secreto do Banco de Portugal sobre o BES

O PS e o Bloco de Esquerda querem ter acesso ao relatório que o Banco de Portugal nunca divulgou sobre a atuação do regulador Carlos Costa no colapso do BES.

Carlos Costa, governador do Banco de Portugal.

Carlos Costa, governador do Banco de Portugal.

© Hugo Correia / Reuters

A comissão de inquérito ao BANIF, que ontem tomou posse, já recebeu o requerimento assinado pela bloquista Mariana Mortágua a exigir a divulgação do relatório da consultora norte- americana BCG, encomendado por 300 mil euros pelo próprio Banco de Portugal.

Em meados do ano passado, o PS avançou com uma queixa na Comissão de Acesso aos Documentos Administrativos para aceder ao relatório mas nem assim o documento foi tornado público pelo regulador, que invocou o direito à confidencialidade.

Agora, e segundo o Diário Económico, o PS volta à carga para discutir o relatório na comissão parlamentar de inquérito ao BANIF, o quarto banco a ser resgatado ou vendido nos últimos anos em Portugal.

Segundo o jornal, o Governo quer afastar Carlos Costa do Banco de Portugal. A lei protege da exoneração pelo poder político, a menos que tenha sido cometida uma "falta grave" no exercício das funções.

  • Como não perder Barack e Michelle Obama nas redes sociais

    Mundo

    Sair da Casa Branca implica mais que reunir objetos físicos: é preciso guardar também os tweets, os posts e todo o conteúdo digital produzido nos últimos oito anos pelo Presidente dos EUA e pela primeira-dama. A equipa de Barack Obama já preparou tudo para que nada se perca do seu legado digital.

  • Portugueses querem contratar Obama

    Mundo

    Contratar Barack Obama. Pode parecer uma tarefa impossível, mas para a startup portuguesa Swonkie a única resposta a este desafio é "Yes We Can", mote da campanha presidencial de Obama de há nove anos.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.