sicnot

Perfil

Economia

PS e BE querem ver relatório secreto do Banco de Portugal sobre o BES

O PS e o Bloco de Esquerda querem ter acesso ao relatório que o Banco de Portugal nunca divulgou sobre a atuação do regulador Carlos Costa no colapso do BES.

Carlos Costa, governador do Banco de Portugal.

Carlos Costa, governador do Banco de Portugal.

© Hugo Correia / Reuters

A comissão de inquérito ao BANIF, que ontem tomou posse, já recebeu o requerimento assinado pela bloquista Mariana Mortágua a exigir a divulgação do relatório da consultora norte- americana BCG, encomendado por 300 mil euros pelo próprio Banco de Portugal.

Em meados do ano passado, o PS avançou com uma queixa na Comissão de Acesso aos Documentos Administrativos para aceder ao relatório mas nem assim o documento foi tornado público pelo regulador, que invocou o direito à confidencialidade.

Agora, e segundo o Diário Económico, o PS volta à carga para discutir o relatório na comissão parlamentar de inquérito ao BANIF, o quarto banco a ser resgatado ou vendido nos últimos anos em Portugal.

Segundo o jornal, o Governo quer afastar Carlos Costa do Banco de Portugal. A lei protege da exoneração pelo poder político, a menos que tenha sido cometida uma "falta grave" no exercício das funções.

  • Francês detido em Antuérpia "queria matar"

    Mundo

    O Presidente de França François Hollande afirmou que o francês detido esta quinta-feira por conduzir um automóvel a grande velocidade na principal rua pedonal de Antuérpia, na Bélgica, "queria matar" ou "provocar um acontecimento dramático".

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27
  • Jovem violada em direto no Facebook não se sente em segurança

    Mundo

    A jovem de 15 anos que foi abusada sexualmente por cinco ou seis homens durante um vídeo em direto para o Facebook está a receber tratamento. A mãe da jovem deu uma entrevista, na qual disse que a filha já não se sente em segurança na sua vizinhança, depois de receber ameaças na internet.