sicnot

Perfil

Economia

Christine Lagarde reconduzida no cargo de diretora-geral do FMI

Christine Lagarde continuará no cargo de diretora-geral do FMI por mais cinco anos. A única candidata na corrida tinha os apoios de vários Estados-membros do FMI, entre os quais a França e os EUA.

Stefan Rousseau

O novo mandato da primeira mulher à frente do Fundo Monetário Internacional inicia-se a 5 de julho.

A antiga ministra da Economia e Finanças francesa, de 60 anos, foi eleita 11ª diretora-geral em 2011. Sucedeu a Dominique Strauss-Kahn, envolvido num escândalo sexual.

"Estou muito feliz por ter a oportunidade de liderar o FMI enquanto sua diretora-geral para um segundo mandato de cinco anos", declarou Lagarde citada no comunicado em que é anunciada a sua nomeação.

O Fundo Monetário Internacional, criado em 1945, reúne 118 países. Esta recondução interina revela mais uma vez a regra tácita em virtude da qual a Europa dirige o FMI e os norte-americanos ficam com a presidência do Banco Mundial.

  • Três irmãos resgatados dos escombros em Itália
    1:24
  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • Graça Fonseca, a primeira governante a assumir-se homossexual
    1:02

    País

    A secretária de Estado da Modernização Administrativa deu uma entrevista ao Diário de Notícias onde assume a sua homossexualidade. É a primeira vez que um governante português o faz. Graça Fonseca assume esta posição pública como uma "afirmação política".

  • Governo quer entregar OE 2018 a 13 de outubro
    1:33
  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.