sicnot

Perfil

Economia

Desemprego no Brasil aumentou 41,5% face a 2014 e atinge agora 9,1 milhões

O número de desempregados no Brasil aumentou 41%, atingindo mais 2,7 milhões de pessoas quando se comparam os registos obtidos entre setembro e novembro do ano passado com igual período de 2014.

Em relação ao trimestre anterior, de junho a agosto de 2015, 323 mil pessoas perderam os seus postos de trabalho, ou seja, um aumento de 3,7%.

Em relação ao trimestre anterior, de junho a agosto de 2015, 323 mil pessoas perderam os seus postos de trabalho, ou seja, um aumento de 3,7%.

© Paulo Whitaker / Reuters

Os dados foram fornecidos pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), realizada mensalmente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A análise indicou que a taxa de pessoas desocupadas alcançou 9% da população brasileira, ou 9,1 milhões, a maior para o período desde 2012, quando este tipo de pesquisas começou a ser feito.

Em relação ao trimestre anterior, de junho a agosto de 2015, 323 mil pessoas perderam os seus postos de trabalho, ou seja, um aumento de 3,7%.

Já o rendimento médio real recebido em todos os trabalhos somou 1.899 reais, valor que estabilizou face ao trimestre de junho a agosto, quando ficou em 1.913 reais, e em relação ao mesmo trimestre de 2014, quando estava em 1.923 reais.

Entre setembro e novembro do ano passado, a população ocupada do Brasil era de 92,2 milhões de pessoas, mais ou menos o mesmo número quando comparado com o trimestre anterior encerrado em agosto.

Comparativamente ao mesmo período de 2014, verificou-se uma queda de 0,6%.

Os indicadores da Pnad Contínua são calculados em trimestres móveis, utilizando-se as informações dos últimos três meses consecutivos da pesquisa.

Assim, a taxa do trimestre móvel foi calculada a partir das informações coletadas em setembro, outubro e novembro do ano passado.

Lusa

  • Ronaldo terá colocado milhões de euros nas Ilhas Virgens britânicas
    4:15

    Desporto

    José Mourinho e Cristiano Ronaldo são apenas dois dos nomes da maior fuga de informação na história do desporto. A plataforma informática Football Leaks forneceu milhões de documentos à revista alemã Der Spiegel, entre os quais documentos que indicam que o capitão da seleção nacional terá colocado milhões de euros da publicidade nas Ilhas Virgens britânicas. Os dados foram analisados por um consórcio de 60 jornalistas, do qual o Expresso faz parte, numa investigação que pode ler este sábado no semanário.

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.