sicnot

Perfil

Economia

G20 analisa economia da China e pretróleo na próxima semana

Os países do G20 vão analisar a situação económica da China, a política monetária dos Estados Unidos e a queda dos preços do petróleo na próxima semana em Xangai, anunciou hoje o ministro das Finanças do Japão, Taro Aso.

© Jonathan Ernst / Reuters

Estes figuram como os principais temas da agenda dos ministros das Finanças e dos governadores dos bancos centrais do G20, grupo das maiores economias industrializadas e emergentes, para o encontro que vai ter lugar na capital financeira da China, Xangai, na próxima quinta e sexta-feira, 25 e 26 de fevereiro, adiantou o ministro nipónico em declarações aos jornalistas.

Taro Aso também aludiu ao "excesso de crédito financeiro" da China e aos efeitos nos mercados da política monetária norte-americana, de acordo com a agência Kyodo.

A Reserva Federal (Fed), o banco central norte-americano, decidiu, em dezembro, subir as suas taxas de juro de referência em 0,25%, o primeiro aumento em quase dez anos.

Nos últimos dias intensificou-se, contudo, o debate em torno da possibilidade de os Estados Unidos imporem taxas de juro negativas, uma medida que países como a Suécia, Dinamarca, Japão ou o Banco Central Europeu (BCE) começaram recentemente a aplicar com o objetivo de estimular a economia.

  • Atacantes usaram "tática defendida pelos extremistas do Daesh"
    1:43

    Ataque em Barcelona

    O ex-presidente do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo esteve em direto, para a SIC Notícias, onde falou sobre o ataque desta quinta-feira nas Ramblas, em Barcelona. José Manuel Anes falou na tática defendida na revista dos extremistas do Daesh e que foi usada neste ataque: a utilização de viaturas "de preferência as mais pesadas para matar o maior número de pessoas".