sicnot

Perfil

Economia

Barclays elogia o compromisso de esquerda relativo ao orçamento

O Barclays elogia o compromisso a que PS, BE e PCP chegaram e que levou à aprovação do Orçamento do Estado no parlamento. Acrescenta ainda que com o documento aprovado há menos riscos de uma descida de rating.

Segundo o Barclays, a economia só deve crescer 1,5%, e não os 1,8% antecipados pelo governo

Segundo o Barclays, a economia só deve crescer 1,5%, e não os 1,8% antecipados pelo governo

© Mike Segar / Reuters

Os analistas dizem que o apoio dos partidos de esquerda é um sinal positivo, principalmente depois de terem sido aprovadas novas medidas para chegar a acordo com Bruxelas.

Num relatório a que a SIC teve acesso, os técnicos também elogiam o compromisso do governo em preparar mais medidas, caso a meta do défice de 2,2% comece a falhar, porque assim o país dá sinais de confiança às agências de rating, podendo ainda vir a beneficiar de taxas de juro da dívida pública mais baixas.

O Barclays deixa ainda alguns avisos: a economia só deve crescer 1,5%, e não os 1,8% antecipados pelo governo e que os problemas no sector financeiro continuam a ser um risco para a estabilidade do país nos mercados.

  • "Nobel é um incentivo para toda uma nação"
    1:19

    Mundo

    O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos recebeu ao início da tarde na Noruega o prémio pelo trabalho que desenvolveu junto das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, FARC. As cerimónias são este sábado e marcadas pela ausência do Nobel da Literatura, Bob Dylan.

  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55

    Football Leaks

    Com o escândalo dos agentes de futebol a dar que falar, o Expresso revela este sábado os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa. O nome da empresa de que é administrador, a Energy Soccer, surge na investigação em transferências de jogadores que envolvem o Futebol Clube do Porto num conflito de interesses.