sicnot

Perfil

Economia

Portugal é o segundo país da UE onde impostos sobre a gasolina mais pesam

Portugal é o segundo país da União Europeia com a tributação mais elevada sobre a gasolina, considerando o poder de compra dos cidadãos de cada país, de acordo com um estudo da consultora Deloitte divulgado hoje.

Se no que diz respeito à gasolina Portugal é apenas ultrapassado pela Roménia, já quanto ao gasóleo Portugal é o quinto país com tributação mais elevada na Europa dos 28, ainda considerando o poder de compra comparado dos cidadãos de todos os países.

Este estudo teve em consideração o aumento do Imposto sobre os Produtos Petrolíferos e Energéticos (ISP) em seis cêntimos por litro na gasolina sem chumbo e no gasóleo rodoviário, que entrou em vigor através de uma portaria a 12 de fevereiro, mas que está previsto na proposta de Orçamento do Estado para 2016 (OE2016), que já foi aprovado na generalidade e que está em debate na especialidade até meados de março.

"Até ao recente aumento da tributação dos combustíveis em Portugal, encontrávamo-nos em 5.º lugar no que se refere à gasolina e em 12.º no gasóleo, o que significou um salto de três posições quanto ao primeiro combustível e de sete no que se refere ao segundo", comenta o fiscalista da Deloitte Afonso Arnaldo, em comunicado.

Sem considerar o poder de compra comparado dos cidadãos de cada país, o estudo da Deloitte coloca Portugal como o quinto país com maior tributação da gasolina e como 10.º com maior tributação do gasóleo.

Anteriormente ao aumento definido pelo Governo, Portugal ocupava a 12.ª posição entre os países da União Europeia onde a tributação sobre a gasolina pesa mais e na 19ª posição no que diz respeito à tributação do gasóleo.

A Deloitte destaca ainda que Espanha encontra-se em "posições opostas a Portugal", ocupando a 26.ª posição quanto à carga fiscal da gasolina, considerando o poder de compra comparado, sendo que apenas a Áustria e o Luxemburgo têm uma tributação inferior neste combustível, e na 25.ª posição quanto ao gasóleo (só ultrapassada, pela positiva, por Dinamarca, Áustria e Luxemburgo).

Lusa

  • Catalunha vs Espanha
    29:35

    Grande Reportagem SIC

    2017 ficará como o ano da Catalunha e de como a região espanhola foi falada em todo o mundo, por causa do grito de independência que não aconteceu. O jornalista Henrique Cymerman esteve na Catalunha e foi um dos únicos repórteres do mundo que conseguiu chegar ao esconderijo do presidente demissionário do Governo catalão, Carles Puigdemont, em Bruxelas.

  • Tiroteio em Espanha causa três mortos

    Mundo

    Um tiroteio na cidade espanhola de Teruel, na região de Aragão, fez esta quinta-feira três mortos, entre os quais dois elementos da Guardia Civil. O atirador está em fuga.

  • As IPSS são estruturantes no país. Fazem o que Estado não faz porque não pode, não quer, ou não chega a tudo. Chama-se sociedade civil a funcionar. E o Estado subsidia, ajuda, (com)participa, apoia. Nada contra. A questão é quando as IPSS e outras instituições, fundações, associações, federações e quejandas se tornam verdadeiras "indústrias".

    Pedro Cruz

  • Os Simpsons já sabiam em 1998 que a Fox iria pertencer à Disney

    Cultura

    Os Simpsons acertaram outra vez. Algo que tem acontecido regularmente nos últimos tempos, com a eleição de Donald Trump, o aparecimento do vírus Ébola ou o escândalo dos Panama Papers. Desta vez, a previsão remonta a 1998, quando a série previu que a 20th Century Fox iria pertencer à Disney.

    SIC