sicnot

Perfil

Economia

Cerca de mil trabalhadores no desemprego com fim das obras no túnel do Marão

Cerca de mil trabalhadores no desemprego com fim das obras no túnel do Marão

O Sindicato da Construção Civil alertou hoje que o fim dos trabalho de construção no túnel do Marão podem atirar para o desemprego mais mil trabalhadores. Por isso já pediu uma reunião com o Governo para que sejam avançados projetos como a construção de barragem e a recuperação urbana.

  • Bombeiros preocupados com falta de formação para responder a emergências no túnel do Marão
    1:39

    País

    A um mês da abertura ao público do Túnel do Marão, os bombeiros de Vila Real estão preocupados. Até agora, ainda não foi feita a formação nem a entrega de equipamento necessário, para que os bombeiros possam responder em caso de urgência. A Infraestruturas de Portugal garantem que há uma equipa de trabalho a tratar da segurança desde 2014. Está prevista formação em Espanha e simulacros dentro do túnel que tem quase 6 quilómetros.

  • Escavação do Túnel do Marão concluída
    3:59

    País

    Foi concluída, esta noite, a escavação na segunda galeria do Túnel do Marão. Uma equipa de reportagem da SIC acompanhou o momento que marcou o fim dos trabalhos de escavação que começou em 2009 pela mão do antigo primeiro-ministro José Sócrates e esteve parada durante mais de três anos.

  • Reportagem Especial dá a voz aos despedidos da banca
    1:18
  • CEMGFA admite que várias armas roubadas estão em condições de ser usadas
    2:06

    Assalto em Tancos

    Afinal há várias armas roubadas em Tancos que estão em condições de ser utilizadas, sendo que apenas os lança-granadas-foguete estão obsoletos. Esta manhã, o general Pina Monteiro admitiu, no Parlamento, que a declaração que fez há duas semanas pode ter induzido em erro a opinião pública. O chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas (CEMGFA) diz, ainda, que se houvesse indícios sobre colaboração do Exército neste caso, os suspeitos estariam presos.

  • Pais de Charlie Gard querem que o bebé morra em casa

    Mundo

    Depois de terem renunciado à batalha judicial para manterem o filho com vida, os pais do bebé britânico Charlie Gard desejam agora levar a criança para morrer em casa. O desejo foi revelado pelo advogado de Chris Gard e Connie Yates, numa audiência esta tarde, no Supremo Tribunal de Londres. Contudo, o hospital responsável pelo caso admite que os cuidados a Charlie não podem ser feitos em casa.