sicnot

Perfil

Economia

Dívida pública chega aos 234,4 mil milhões em janeiro

A dívida pública aumentou 3.344 milhões de euros em janeiro face a dezembro para 234,4 mil milhões de euros, divulgou hoje o Banco de Portugal.

Estes valores referem-se à dívida pública na ótica de Maastricht, a que conta para Bruxelas, e a subida no primeiro mês deste ano acontece depois de a dívida das administrações públicas ter descido em dezembro de 2015 face a novembro.

Numa nota hoje publicada pelo Banco de Portugal em que explica esses dados, a instituição liderada por Carlos Costa refere que o aumento em janeiro é o reflexo de emissões líquidas de títulos, no valor de 3.000 milhões de euros, e de um "aumento das responsabilidades em numerário e depósitos", de 400 milhões de euros, nomeadamente pelo aumento dos certificados do tesouro em 300 milhões de euros.

Quanto à dívida líquida dos depósitos da administração central, esta reduziu-se em 560 milhões de euros em janeiro face ao fim de dezembro de 2015, para 217,1 mil milhões de euros, o que o Banco de Portugal atribui ao "aumento acentuado dos ativos de depósitos", 3,9 mil milhões de euros.

A dívida na ótica de Maastricht é utilizada para medir o nível de endividamento das administrações públicas de um país.

Última atualização às 14:08

Lusa

  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40

    Economia

    Carlos Moedas diz que Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas a propósito da saída do procedimento por défice excessivo. Em entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, o comissário europeu levanta dúvidas sobre a renegociação da dívida e garante que a escolha de Mário Centeno para a liderança do Eurogrupo vai depender do entendimento dos países do euro.

  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48