sicnot

Perfil

Economia

Kwanza é a moeda africana mais sobrevalorizada segundo Índice KFC

O kwanza é a moeda africana mais sobrevalorizada, segundo um estudo da consultora Sagaci Research que usa o custo de um dose de 12 peças de frango da cadeia de restauração norte-americana KFC.

(arquivo)

(arquivo)

© Stringer . / Reuters (Arquivo)

A taxa oficial de câmbio está 72 por cento sobrevalorizada face ao dólar, de acordo com o Índice KFC publicado no site da consultora Sagaci Research, que segue de perto o conhecido Índice Economist Big Mac, que analisa o custo de um hamburguer 'Big Mac' da cadeia McDonalds em dezenas de países em todo o mundo, ajustando-o com a paridade do poder de compra.

A KFC está presente em 18 países africanos e, de acordo com a agência de notícias financeira Bloomberg, o kwanza desvalorizou 17% face ao dólare desde janeiro deste ano, o que acrescenta a uma quebra de 24% registada durante o ano passado, na sequência da descida dos preços do petróleo e da desvalorização iniciada pelo banco central para controlar o aumento galopante da inflação.

Angola é o segundo maior produtor desta matéria-prima na África subsaariana, que é a fonte de mais de 75% das receitas fiscais antes da queda dos preços, e representa a quase totalidade das exportações do país.

"A economia está bastante mal e com muitas dificuldades, mas o governo e o banco central estão artificialmente a sustentar os níveis atuais do kwanza", comentou o diretor da Sagaci Research, em declarações à Bloomberg.

Os dados para este estudo foram recolhidos na terceira e quarta semana de janeiro em 16 países africanos, e mostram que uma dose de 12 bocados de frango frito custa o equivalente a 35,2 dólares em Angola (pouco mais de 32 euros) e 10,7 dólares na África do Sul.

Em Portugal, de acordo com o site da empresa, uma embalagem de 14 pedaços 'Hot Wings' custa 7,5 euros.

Os números citados pela Bloomberg mostram também que no mercado negro um dólar chega a valer 440 kwanzas, o que compara com a taxa implícita no estudo de 270,9 por dólar.

  • Enfermeiros dizem que suplemento de 150 € não é suficiente para acordo
    0:57

    País

    O Sindicato dos Enfermeiros diz que há um avanço nas negociações com o Governo. Esta terça-feira à tarde, uma delegação do Ministério das Finanças esteve numa reunião que decorreu no Ministério da Saúde. Apesar disso, o presidente do sindicato, José Azevedo, explicou à SIC que a proposta do executivo de pagar mais 150 euros aos enfermeiros especializados não é suficiente para chegarem a acordo.

  • Guterres condena onda de violência em Myanmar
    0:43
  • Escola na Croácia usa imagem de Melania Trump para chamar alunos

    Mundo

    "Imagine até onde pode ir com um pouco de inglês", foi com estas palavras que uma escola de inglês da Croácia decidiu promover as suas aulas, juntando ainda a fotografia de Melania Trump ao placard do anúncio. Agora, a primeira-dama norte-americana ameaça levar o Instituo Americki a tribunal. Entretanto, o placard já foi retirado do local.

    SIC