sicnot

Perfil

Economia

Taxistas pedem suspensão imediata da Uber depois de ministro dizer que é ilegal

A Federação Portuguesa do Táxi (FPT) pediu hoje a suspensão imediata do serviço de transporte Uber na sequência de declarações do ministro do Ambiente afirmando que a Uber é ilegal e "não é um operador de transportes".

(arquivo)

(arquivo)

MARIO CRUZ; M\303\201RIO CRUZ

"Recebemos com bastante satisfação as palavras do senhor ministro, que confirmou que a Uber é ilegal. Agora esperamos que seja consequente e que suspenda a atividade", afirmou à agência Lusa o presidente da FPT, Carlos Ramos.

O ministro do Ambiente, João Matos Fernandes, disse hoje na comissão parlamentar conjunta de Ambiente e Economia que "o transporte de passageiros tem de ser feito por operadores de transporte e [que] a Uber não tem esse estatuto".

O governante salientou não estar contra novas soluções de transporte utilizando tecnologia, mas frisou ser necessário fazer cumprir a lei, nomeadamente através do "reforço dos mecanismos de controlo e fiscalização".

No entender da FPT o reforço de fiscalização deverá passar por um aumento das coimas aplicadas à Uber em caso de incumprimento.

"Se o Governo optar por reforçar apenas a fiscalização, então deverá alterar o dispositivo legal relativo às coimas. Tem de ser um valor elevado para dissuadir os infratores", defendeu.

Além do aumento do valor das multas, a FPT defende também que estas sejam aplicadas ao proprietário da viatura, motorista e à plataforma Uber.

"Esse valor deve ser de imediato depositado ou ser apreendida a viatura", sugeriu.

Também em reação às declarações do ministro do Ambiente, o advogado da Uber, Tiago Félix da Costa, disse à Lusa que estas foram "abusivas" e que os serviços desta plataforma prestados em Portugal "não foram objeto de nenhuma resolução de nenhum tribunal".

Os taxistas vão ser recebidos pelo ministro do Ambiente no dia 14 de março.

Lusa

  • "A Uber não é um operador de transporte"
    1:19

    Economia

    O ministro do Ambiente disse hoje no Parlamento que a Uber está em situação ilegal porque não é um operador de transportes, logo não pode transportar passageiros. João Matos Fernandes, que falava na comissão parlamentar, prometeu reforçar os mecanismos de controle e fiscalização.

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Segunda-feira no Jornal da Noite