sicnot

Perfil

Economia

Caixabank e Santoro dizem que ainda não há acordo sobre o BPI

Os principais acionistas do BPI, Santoro e Caixabank, informaram hoje que estão em contacto para alcançar uma solução para banco que cumpra as regras do BCE relativas à presença em Angola, mas que até agora ainda não chegaram a acordo.

© Albert Gea / Reuters

O BPI divulgou hoje à Comissão do Mercado dos Valores Mobiliários (CMVM) duas comunicações dos seus dois principais acionistas - do espanhol Caixabank e da empresa angolana Santoro, de Isabel dos Santos - em que estes reagem às notícias divulgadas esta terça-feira dando conta de negociações entre ambos para que o BPI cumpra as regras do Banco Central Europeu (BCE), e que, ao mesmo tempo, permitam ultrapassar divergências.

O Caixabank é o principal acionista do BPI, com 44,10% do capital social, apesar de só poder exercer 20% dos votos devido à blindagem dos estatutos, enquanto a Santoro detém 18,58% do capital.

Lusa

  • Benfica não participa na final da Taça de Portugal de hóquei em patins

    Desporto

    O Benfica anunciou hoje que não vai comparecer na "final four" da Taça de Portugal de hóquei em patins, em protesto com "o estado de degradação que atingiu" a modalidade e com a alegada dualidade de critérios. As "águias" deveriam jogar no sábado com o FC Porto, que se sagrou campeão, no sábado, na segunda meia-final da Taça de Portugal, já depois de a Física de Torres Vedras e o Sporting de Tomar já se terem defrontado em Gondomar.

  • Carvalhal do Sapo tenta recuperar a vida normal após incêndio
    2:33

    País

    As populações das aldeias de Góis tentam voltar à normalidade, ao fim de vários dias rodeadas por um grande dispositivo de operacionais. A repórter Cristina Freitas esteve hoje em Carvalhal do Sapo, onde se realizou mais um funeral de uma das vítimas do incêndio de Pedrógão Grande.

  • Falta de médicos e de ofertas de emprego preocupa habitantes da Guarda
    5:13

    SIC 25 Anos

    No interior do país, a Guarda acusa todas as debilidades de um concelho envelhecido e desertificado. Faltam médicos especialistas e ofertas de emprego que, de ano para ano empobrecem o índice de atratividade da região e aumentam o despovoamento. Mas quem melhor do que as famílias para fazer o retrato da terra onde vivem e trabalham? Uma delas aceitou a proposta da SIC para fazer o roteiro do melhor e do pior da terra que escolheu para educar os filhos.

  • Daesh divulga imagens da destruição da mesquita de Mossul
    1:58
  • "Podemos ser atendidos por um médico branco?"
    0:58