sicnot

Perfil

Economia

Governo diz que reparação dos Kamov vai custar 8,5 milhões de euros

A ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, disse hoje, no parlamento, que a reparação dos dois helicópteros Kamov vai custar 8,5 milhões de euros.

MANUEL DE ALMEIDA

No âmbito da discussão da apreciação na especialidade do Orçamento do Estado para 2016, Constança Urbano de Sousa afirmou aos deputados que, dos três helicópteros pesados do Estado inoperacionais, um está "praticamente destruído" e dois vão ser reparados com um custo de 8,5 milhões de euros.

Segundo a ministra, este montante vai "consolidar muita da verba da Autoridade Nacional de Proteção Civil" (ANPC), mas são "dois meios operacionais necessários para a fase dos incêndios".

Dos seis helicópteros Kamov da frota do Estado, apenas três estão aptos para voar, estando dois inoperacionais e outro acidentada desde 2012 que se despenhou durante um combate a um incêndio.

Estes dois inoperacionais, já não voaram em 2015 durante a fase crítica de combate a incêndios.

No ano passado, durante o processo de transferência dos Kamov para a nova empresa que ganhou o concurso público internacional para a manutenção e operação destes helicópteros, foram detetados problemas nos aparelhos.

Na audição, o secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, adiantou que os dois Kamov que vão ser reparados não vão estar prontos para a época de incêndios deste ano.

A Autoridade Nacional de Proteção Civil tem orçamento para 2016 cerca de 129 milhões de euros, uma redução de 4,6 milhões de euros face a 2015.

A ministra justificou a redução da verba para a ANPC, nomeadamente, com as despesas feitas, em 2015, com a extinção da Empresa de Meios Aéreos (EMA).

Lusa

  • 2,1%. As reações ao défice de 2016

    Economia

    O défice orçamental ficou mesmo nos 2,1% do PIB. Os partidos já reagiram àquele que é o valor mais baixo em democracia.

  • Comboios Alfa vão ter bancos com tomadas elétricas e wi-fi
    2:06
  • Novas imagens dos momentos após Khalid Masood ter embatido no muro do Parlamento britânico
    1:35
  • Nus e acorrentados em frente a Auschwitz

    Mundo

    Catorze pessoas com idades entre os 20 e os 27 anos despiram-se e acorrentaram-se em frente ao portão de Auschwitz, antigo campo de concetração nazi na Polónia, depois de terem degolado um carneiro. Ninguém sabe ainda porquê.

  • A coleção de gerigonças de Ana Catarina Mendes
    1:51
  • Parlamento português pede demissão de Dijsselbloem

    País

    A Assembleia da República foi hoje unânime na condenação das polémicas declarações do presidente do Eurogrupo, mas recusou um ponto pela rejeição de diversos compromissos com a União Europeia (UE) exigida pelo PCP.

  • Probido fumar na praia? Não-fumadores aplaudem ideia
    1:33
  • Viaduto de Alcântara condicionado
    1:36

    País

    O viaduto de Alcântara, em Lisboa, continua com o trânsito condicionado mas apenas sobre o tabuleiro e no sentido Alcântara Terra - Alcântara Mar. A circulação só será reposta depois de uma nova vistoria, ainda sem data marcada.

  • Como se resolve a falta de espaço numa cidade chinesa?
    1:07