sicnot

Perfil

Economia

Ryanair vai fazer voo Porto-Milão Malpensa que a TAP deixa de fazer

A companhia aérea de baixo custo Ryanair anunciou hoje quatro novas ligações por semana do Porto para Milão Malpensa, em Itália, a partir de setembro, rota que a TAP vai suspender no final do mês.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Agencja Gazeta / Reuters

"Acreditávamos que havia um mercado, que valia a pena. Para nós, Malpensa era muito importante, é uma matéria referida pela indústria do calçado e têxtil, e também por muitos emigrantes, [porque o aeroporto de Malpensa] serve uma parte da nossa emigração na Suíça", sustentou ao autarca do Porto, que classificou esta ligação como "absolutamente crucial do ponto de vista industrial e da atratividade da cidade".

O independente Rui Moreira referiu ter feito o "desafio à Ryanair de fazer contas e olhar para esta oportunidade que tinha sido aberta, porque outras companhias entenderam não fazer o serviço".

"Ficamos muito satisfeitos", disse, "como tinha dito antes, o mercado há de resolver o défice que temos temporariamente e [esta ligação direta a Malpensa] começar em setembro é excelente, é a altura em que a indústria começa a tratar das vendas para 2017".

Em janeiro, a TAP anunciou a suspensão a partir do dia 27 de quatro rotas do Porto para Barcelona, Milão (Malpensa), Bruxelas e Roma, e outras cinco de Lisboa com ligação a diferentes cidades europeias.

Rui Moreira tem criticado a estratégia da TAP para o Porto, acusando-a de ter em curso uma estratégia para "destruir o aeroporto Francisco Sá Carneiro", com vista a construir em Lisboa "um novo aeroporto e uma nova ponte".

Esta ligação para Malpensa, destacou, "era uma das preocupações da região" e conseguir quatro ligações por semana "é uma notícia fantástica".

Questionado sobre se esta nova rota da Ryanair é a confirmação de que o Porto és estratégico e rentável para as companhias aéreas, Moreira foi perentório, afirmando "tem de ser".

"Demonstra-se aqui que é, há aqui uma oportunidade", vincou.

O autarca do Porto voltou a afirmar que a Câmara, nem no tempo de Rui Rio nem agora, "nunca subsidiou nem a Ryanair nem nenhuma companhia" e "nem pode, nem esta nem nenhuma outra câmara, nem o Estado".

"Aquilo que houve no passado e sei que este Governo está a preparar mais uma vez é uma política de incentivos de rotas, Essa política aplicava-se a todos os aeroportos nacionais e companhias aéreas, Aliás, suspeito que com as novas rotas que a TAP está a abrir de Lisboa, a TAP vai ser um grande candidato a esses subsídios do Turismo de Portugal, mas por respeito à Ryanair não gostaria de falar disso", afirmou.

O responsável da companhia aérea 'low cost' esclareceu hoje que estas quatro ligações semanais para Milão Malpensa juntam-se às 11 semanais anunciadas em fevereiro do Porto para Milão Bergamo, a partir de outubro.Lusa

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.