sicnot

Perfil

Economia

Ryanair vai fazer voo Porto-Milão Malpensa que a TAP deixa de fazer

A companhia aérea de baixo custo Ryanair anunciou hoje quatro novas ligações por semana do Porto para Milão Malpensa, em Itália, a partir de setembro, rota que a TAP vai suspender no final do mês.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Agencja Gazeta / Reuters

"Acreditávamos que havia um mercado, que valia a pena. Para nós, Malpensa era muito importante, é uma matéria referida pela indústria do calçado e têxtil, e também por muitos emigrantes, [porque o aeroporto de Malpensa] serve uma parte da nossa emigração na Suíça", sustentou ao autarca do Porto, que classificou esta ligação como "absolutamente crucial do ponto de vista industrial e da atratividade da cidade".

O independente Rui Moreira referiu ter feito o "desafio à Ryanair de fazer contas e olhar para esta oportunidade que tinha sido aberta, porque outras companhias entenderam não fazer o serviço".

"Ficamos muito satisfeitos", disse, "como tinha dito antes, o mercado há de resolver o défice que temos temporariamente e [esta ligação direta a Malpensa] começar em setembro é excelente, é a altura em que a indústria começa a tratar das vendas para 2017".

Em janeiro, a TAP anunciou a suspensão a partir do dia 27 de quatro rotas do Porto para Barcelona, Milão (Malpensa), Bruxelas e Roma, e outras cinco de Lisboa com ligação a diferentes cidades europeias.

Rui Moreira tem criticado a estratégia da TAP para o Porto, acusando-a de ter em curso uma estratégia para "destruir o aeroporto Francisco Sá Carneiro", com vista a construir em Lisboa "um novo aeroporto e uma nova ponte".

Esta ligação para Malpensa, destacou, "era uma das preocupações da região" e conseguir quatro ligações por semana "é uma notícia fantástica".

Questionado sobre se esta nova rota da Ryanair é a confirmação de que o Porto és estratégico e rentável para as companhias aéreas, Moreira foi perentório, afirmando "tem de ser".

"Demonstra-se aqui que é, há aqui uma oportunidade", vincou.

O autarca do Porto voltou a afirmar que a Câmara, nem no tempo de Rui Rio nem agora, "nunca subsidiou nem a Ryanair nem nenhuma companhia" e "nem pode, nem esta nem nenhuma outra câmara, nem o Estado".

"Aquilo que houve no passado e sei que este Governo está a preparar mais uma vez é uma política de incentivos de rotas, Essa política aplicava-se a todos os aeroportos nacionais e companhias aéreas, Aliás, suspeito que com as novas rotas que a TAP está a abrir de Lisboa, a TAP vai ser um grande candidato a esses subsídios do Turismo de Portugal, mas por respeito à Ryanair não gostaria de falar disso", afirmou.

O responsável da companhia aérea 'low cost' esclareceu hoje que estas quatro ligações semanais para Milão Malpensa juntam-se às 11 semanais anunciadas em fevereiro do Porto para Milão Bergamo, a partir de outubro.Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.