sicnot

Perfil

Economia

Trabalhadores do Diário Económico em greve pelo pagamento de salários

Os trabalhadores do Diário Económico e da Económico TV marcaram uma greve de 24 horas para o dia 10 de março para reclamar o pagamento dos salários de janeiro e fevereiro e do subsídio de Natal.

Diário Económico

Diário Económico

Segundo o pré-aviso, "esta greve constitui uma forma de luta contra o atraso no pagamento dos salários de janeiro e fevereiro últimos, bem como do subsídio de Natal, e ainda contra a drástica degradação das condições de trabalho que impõem um esforço totalmente desproporcionado aos trabalhadores para assegurarem o funcionamento dos órgãos de informação para que trabalham, sem que se vislumbre qualquer solução para a situação que vivem".

Os trabalhadores do Diário Económico, Económico TV e Economico.pt entregaram hoje o pré-aviso de greve de 24 horas, para a próxima quinta-feira, através do Sindicato dos Jornalistas e do Sindicato Democrático dos Trabalhadores das Comunicações e dos Media (Sindetelco), admitindo desde logo que "a greve será desconvocada ou suspensa logo que sejam pagos os salários relativos a janeiro".

A greve decorre entre as 00:00 e as 24:00 do dia 10 de março.

Na quarta-feira, a Ongoing Strategy Investments, 'holding' do grupo que detém o Diário Económico, entrou em processo especial de revitalização (PER) de empresas devido às dificuldades financeiras, tendo sido nomeado já um administrador judicial provisório.

Segundo o anúncio divulgado no portal Citius, o devedor fica impedido de praticar atos de especial relevo nos termos do Código de Insolvência e Recuperação de Empresas (CIRE) e tem que pedir autorização prévia para a realização de operações ao administrador provisório, Fernando Silva e Sousa.

A 23 de fevereiro, a direção do Diário Económico apelou à administração para que encontre uma solução para o projeto "no mais breve período de tempo", explicando que não pode continuar a trabalhar com os atuais constrangimentos.

No mesmo dia, a administração admitiu um cenário de insolvência da empresa num plano de continuidade do jornal.

lUSA

  • "Putin é uma ameaça maior do que o Daesh"
    0:24

    Mundo

    O senador norte-americano John Mccain atacou Vladimir Putin dizendo que é uma ameaça maior do que o Daesh. O antigo candidato à Casa Branca acusa a Rússia de querer destruir a democracia ao tentar manipular o resultado das presidenciais dos Estados Unidos.

  • "Não podemos fazer de Lisboa uma cidade para turistas"
    2:44

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite da SIC, o mandato de Fernando Medina na Câmara de Lisboa. O comentador da SIC defendeu que o autarca tem "muitos problemas por resolver" e que a Câmara tem investido "mais na recuperação de zonas em que os lisboetas praticamente não conseguem ir". Sousa Tavares disse ainda que Lisboa não pode ser uma cidade para turistas.

    Miguel Sousa Tavares

  • "É muito importante ceder à tentação de se abolir a liberdade"
    1:06
  • Menos casos de sida em Portugal
    1:44