sicnot

Perfil

Economia

PS questiona Governo sobre futuro dos trabalhadores da Groundforce no Porto

O Partido Socialista anunciou hoje ter questionado o Governo sobre que papel terá a empresa de handling Groundforce nas alterações estratégicas da TAP e em que situação ficarão os funcionários do aeroporto do Porto.

(Arquivo)

(Arquivo)

LUSA

"Em face das alterações estratégicas, anunciadas no quadro das rotas da TAP a partir do Aeroporto Francisco Sá Carneiro, importa perceber o papel da Groundforce em todo este cenário e como fica a situação dos funcionários na escala do Porto face às mudanças que a TAP pretende efetuar", defende o PS em pergunta colocada sexta-feira ao Ministro do Planeamento e Infraestruturas.

No documento, subscrito por três deputados eleitos pelo círculo do Porto, o PS recorda que "a alienação da maioria do capital social da TAP ao Grupo Urbanos, consumada em 2012, colocou novas questões relativamente à gestão dos recursos humanos da empresa, tendo-se verificado inclusivamente várias greves".

"Os sindicatos que representam trabalhadores do sector do handling têm contestado fortemente a gestão da Urbanos, num contexto em que não existe acordo coletivo de trabalho para o setor", destacam os socialistas que por isso questionam "como estão representadas a TAP e a Urbanos no Conselho de Administração da Groundforce e qual o papel efetivo em matéria de tomada de decisões estratégicas por cada uma destas empresas".

Perguntam ainda se "existem garantias acrescidas relativamente às decisões quanto à participação da TAP do capital social da Groundforce" e se "os trabalhadores do handling que operam no Aeroporto Francisco Sá Carneiro serão de alguma forma afetados pela alteração estratégica da TAP em termos de voos para o estrangeiro".

Num requerimento enviado também na sexta-feira ao ministro Pedro Marques, os deputados do PS pedem mesmo para terem acesso ao "contrato que foi celebrado entre a TAP e o Grupo Urbanos e que titulou a alienação da maioria do capital social da Groundforce" bem como a "a toda a informação relativa a um negócio pouco transparente e que foi celebrado pelo anterior Governo".

"Importa conhecer um conjunto de documentação relativa à compra dos 50,1% do capital da SPDH - Serviços Portugueses de Handling", sustentam os deputados do Porto Fernando Jesus, Joana Lima e Tiago Barbosa Ribeiro.

Lusa

  • "Burlão do amor" acusado de tirar 450 mil euros a amante
    2:21

    País

    Um homem com cerca de 50 anos é acusado de tirar 450 mil euros a uma mulher com quem começou por ter uma relação profissional. Ele pedia, ela emprestava. Anos depois, ela ficou insolvente, com dívidas à banca de 214 mil euros e sem emprego. O homem é arguido, nega a relação amorosa entre ambos, mas admite ter recebido dinheiro dela. Garante, no entanto, que tenciona pagar o que deve.

  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • Duas pessoas alvejadas devido a disputa de linha de água em Cabeceiras de Basto
    1:23

    País

    Duas pessoas foram alvejadas por causa de uma disputa de uma linha de água, esta terça-feira, em Cabeceiras de Basto. O suspeito escondeu-se num barracão, mas acabou por ser detido pela GNR. As vítimas sofreram ferimentos ligeiros no braço e no peito. O tenente André Rodrigues, do Comando de Braga, revelou que os disparos foram feitos com uma caçadeira.

  • Governo quer entregar OE 2018 a 13 de outubro
    1:33
  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.

  • Três irmãos resgatados dos escombros em Itália
    1:24
  • Participante no incidente em Charlottesville teme pela vida
    1:43

    Mundo

    Um dos participantes nos incidentes em Charlottesville e membro de um grupo de extrema-direita supremacista teme vir a ser detido ou até morto, pelas declarações que fez durante uma reportagem da Vice News, que se tornou viral nas redes sociais.