sicnot

Perfil

Economia

Avon corta 2.500 postos de trabalho e muda sede para o Reino Unido

A Avon anunciou, esta segunda-feira, que vai suprimir 2.500 postos de trabalho e mudar a sua sede para o Reino Unido, a mais recente reestruturação após a venda dos seus negócios na América do Norte.

No final do ano passado, a Avon empregava 28.300 pessoas fora da América do Norte.

No final do ano passado, a Avon empregava 28.300 pessoas fora da América do Norte.

© Brendan McDermid / Reuters

A empresa de venda de cosméticos indicou, em comunicado, que espera que a poupança decorrente das recentes medidas, incluindo da redução da força laboral, atinja 70 milhões de dólares em 2017.

A Avon tem "operações comerciais importantes" no Reino Unido e a mudança vai ter lugar "ao longo do tempo", refere o comunicado, sem especificar uma data em concreto.

"Com a conclusão recente da venda do negócio na América do Norte, as nossas operações comerciais estão agora totalmente fora dos Estados Unidos, permitindo-os repensar drasticamente o nosso modelo operacional", disse a CEO da Avon, Sheri McCoy, no mesmo comunicado.

A empresa vai manter duas instalações no estado de Nova Iorque, continuando a estar incorporada em Nova Iorque e a transacionar na bolsa.

No final do ano passado, a Avon empregava 28.300 pessoas fora da América do Norte.

Em dezembro, o Fundo de Investimento Cerberus Capital Management adquiriu 16,6% do capital da Avon e 80,1% do seu negócio na América do Norte, num negócio avaliado em 605 milhões de dólares.

Os produtos da Avon são vendidos de porta-a-porta através de seis milhões de representantes independentes em cerca de 70 países.

Lusa

  • Portugueses e espanhóis protestam em Salamanca contra mina de urânio
    0:38

    País

    O Bloco de esquerda desafia o Governo português a exigir às autoridades espanholas uma avaliação do impacto ambiental da mina de urânio a 40 quilómetros da fronteira portuguesa. Este caso está gerar contestação entre os ambientalistas. Várias associações portuguesas participaram este sábado numa manifestação em Salamanca. A Quercus diz-se preocupada com o impacto da mina de urânio no território português.

  • PS e PSD querem acordo sobre fundos e descentralização até ao verão
    3:07
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de três armas da PSP, recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avança hoje que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • As gravações que provam que as autoridades conheciam o perfil violento de Nikolas Cruz
    1:35