sicnot

Perfil

Economia

Avon corta 2.500 postos de trabalho e muda sede para o Reino Unido

A Avon anunciou, esta segunda-feira, que vai suprimir 2.500 postos de trabalho e mudar a sua sede para o Reino Unido, a mais recente reestruturação após a venda dos seus negócios na América do Norte.

No final do ano passado, a Avon empregava 28.300 pessoas fora da América do Norte.

No final do ano passado, a Avon empregava 28.300 pessoas fora da América do Norte.

© Brendan McDermid / Reuters

A empresa de venda de cosméticos indicou, em comunicado, que espera que a poupança decorrente das recentes medidas, incluindo da redução da força laboral, atinja 70 milhões de dólares em 2017.

A Avon tem "operações comerciais importantes" no Reino Unido e a mudança vai ter lugar "ao longo do tempo", refere o comunicado, sem especificar uma data em concreto.

"Com a conclusão recente da venda do negócio na América do Norte, as nossas operações comerciais estão agora totalmente fora dos Estados Unidos, permitindo-os repensar drasticamente o nosso modelo operacional", disse a CEO da Avon, Sheri McCoy, no mesmo comunicado.

A empresa vai manter duas instalações no estado de Nova Iorque, continuando a estar incorporada em Nova Iorque e a transacionar na bolsa.

No final do ano passado, a Avon empregava 28.300 pessoas fora da América do Norte.

Em dezembro, o Fundo de Investimento Cerberus Capital Management adquiriu 16,6% do capital da Avon e 80,1% do seu negócio na América do Norte, num negócio avaliado em 605 milhões de dólares.

Os produtos da Avon são vendidos de porta-a-porta através de seis milhões de representantes independentes em cerca de 70 países.

Lusa

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalaram-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.