sicnot

Perfil

Economia

Contribuintes podem reclamar de despesas do IRS sem suspender prazo de liquidação

Os contribuintes que discordem dos valores de despesas de IRS inscritos na nova página disponibilizada hoje no Portal das Finanças podem reclamar até 31 de março, sem que seja suspenso o prazo de liquidação do imposto.

O Ministério das Finanças adianta, numa nota hoje divulgada, que "caso o contribuinte discorde dos valores demonstrados pela Autoridade Tributária (AT) na sua página pessoal, tem a possibilidade de reclamar até 31 de março (não tendo esta reclamação efeitos suspensivos na liquidação do imposto)".

A nova "página pessoal" do contribuinte, como lhe chama o ministério, foi disponibilizada hoje para permitir a consulta de despesas como recibos eletrónicos de renda, taxas moderadoras ou propinas de universidade, podendo o contribuinte reclamar se discordar dos valores inscritos.

No caso de despesas de saúde, de formação e educação, bem como dos encargos com imóveis para habitação permanente e dos encargos com lares, e em alternativa aos montantes apurados pela AT e disponibilizados na página pessoal do Portal das Finanças, o contribuinte pode ainda declarar, no Anexo H da declaração de rendimentos de IRS Modelo 3, os valores dessas despesas relativamente a todos os elementos do agregado familiar, incluindo o cônjuge ou o unido de facto no caso da tributação separada.

"Os valores assim declarados substituem, para efeitos de cálculo destas deduções à coleta, os que tiverem sido comunicados à AT e por esta demonstrados na página pessoal de cada um dos elementos do agregado familiar", esclarece o Ministério das Finanças.

As despesas inscritas na página pessoal da cada contribuinte foram comunicadas à AT através do sistema e-fatura, do recibo de renda eletrónico ou mediante a entrega de declarações (Modelos 37, 44, 45, 46, 47 e Declaração Mensal de Remunerações) apresentadas por entidades terceiras.

Nssa página pessoal, a despesas estão agrupadas por tipo de dedução à coleta: despesas gerais familiares, despesas de saúde e com seguros de saúde, despesas de formação e educação, encargos com imóveis, encargos com lares e dedução pela exigência de fatura.

A página contém também informação sobre as percentagens para efeitos de dedução à coleta em IRS e limites legais gerais, mas, segundo esclarece o ministério, esses limites são "individualmente" considerados.

"A informação disponibilizada é individual (por número de identificação fiscal, NIF), não atendendo, assim, à composição do agregado familiar ou ao regime de tributação, separada ou conjunta, no caso de sujeitos passivos casados ou unidos de facto, uma vez que estes dados só serão conhecidos aquando da entrega da declaração Modelo 3 do IRS", esclarece as Finanças.

Pela mesma razão, acrescenta a mesma fonte, também não são considerados os limites gerais para o conjunto de deduções à coleta, ou possíveis majorações de limites aplicáveis, nomeadamente em função do rendimento coletável ou do número de dependentes do agregado familiar.

Depois ter prorrogado para 22 de fevereiro o prazo de validação de faturas no sistema e-fatura, que terminava inicialmente a 15 de fevereiro, o Governo adiou também o prazo para a entrega da primeira fase da declaração do modelo 3 do IRS (trabalhadores dependentes e pensionistas), que estava previsto ocorrer de 15 de março a 15 de abril, mas que será "durante o mês de abril".

A segunda fase de entrega do IRS (trabalhadores independentes e outras categorias), cujo prazo era de 16 de abril a 16 de maio, passou a ser "durante o mês de maio".

Lusa

  • Dedução fixa por cada filho no IRS sobe para os 600 euros
    1:57

    Economia

    O Governo já tinha admitido subir a dedução fixa por filho, que começou por ser apresentada nos 550 euros. De acordo com as simulações consultadas pela SIC, apesar do aumento agora anunciado, esta medida isolada continua a ser pior para muitas famílias de classe média, na generalidade dos casos esse agravamento é compensado com o alívio da sobretaxa.

  • Escalões de IRS vão voltar a ser alterados
    0:21

    Economia

    No Parlamento, o ministro das Finanças explicou que a atualização serve para evitar que quem recuperou rendimentos não seja penalizado ao subir de escalão. A revelação foi feita em resposta às perguntas do PSD, que acusou o Governo de não mexer nos escalões e provocar assim um aumento do imposto a pagar.

  • Não há risco de colapso do viaduto de Alcântara
    1:35

    País

    O desvio de um pilar do viaduto de Alcântara obrigou esta quarta-feira ao corte do trânsito e da circulação de comboios da linha de Cascais. O estrago terá sido provocado por um camião que embateu na estrutura. A circulação ferroviária foi retomada a meio da manhã, mas o viaduto só será reaberto esta quinta-feira.

  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Romeu e Julieta nasceram no mesmo dia e no mesmo hospital

    Mundo

    Na Carolina do Sul, nos EUA, dois bebés tinham o parto marcado para 26 de março mas decidiram nascer mais cedo: exatamente no mesmo dia, apenas com uma diferença de 18 horas. Os pais não se conheciam e, curiosamente, deram o nome aos recém nascidos de Romeo e Juliet (em português, Romeu e Julieta).

  • Gelo nos polos recua para recordes mínimos

    Mundo

    A extensão de gelo polar dos oceanos Ártico e Antártico atingiu recordes mínimos a 13 de fevereiro, perdendo o equivalente a uma área maior do que o México, informou esta quarta-feira a agência espacial norte-americana NASA.

  • Túmulo de Jesus Cristo restaurado

    Mundo

    Após 10 meses de obras de restauro, o túmulo onde Jesus Cristo terá sido sepultado foi esta quarta-feira revelado numa cerimónia na igreja do Santo Sepulcro, em Jerusalém.