sicnot

Perfil

Economia

Portugal espera arrecadar até 1500 milhões de euros em leilão de dívida

Portugal regressa hoje aos mercados com um leilão de dívida de curto prazo para arrecadar entre 1200 e 1500 milhões de euros, segundo a informação divulgada pela Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP).

As duas linhas de Bilhetes do Tesouro vencem em 23 setembro de 2016 (seis meses) e em 17 março de 2017 (um ano).

Os leilões decorrem no dia da votação final global do Orçamento do Estado para 2016 (OE2016).

No último leilão comparável, que ocorreu em janeiro, o IGCP conseguiu superar o montante indicativo global (1.500 milhões) e obteve taxas negativas: colocou 550 milhões de euros a seis meses a uma taxa média de -0,013% e 1.250 milhões de euros a um ano a uma taxa média de -0,001%.

Este será o último leilão de BT previsto para o primeiro trimestre, durante o qual a agência liderada por Cristina Casalinho prevê emitir entre 3.000 milhões e 3.750 milhões de euros em Bilhetes de Tesouro, através de seis leilões de dívida de curto prazo, entre os seis e os 12 meses.

Lusa

  • Cinco mortos provocados pelo tufão Hato em Macau
    1:13
  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • "Burlão do amor" acusado de tirar 450 mil euros a amante
    2:21

    País

    Um homem com cerca de 50 anos é acusado de tirar 450 mil euros a uma mulher com quem começou por ter uma relação profissional. Ele pedia, ela emprestava. Anos depois, ela ficou insolvente, com dívidas à banca de 214 mil euros e sem emprego. O homem é arguido, nega a relação amorosa entre ambos, mas admite ter recebido dinheiro dela. Garante, no entanto, que tenciona pagar o que deve.