sicnot

Perfil

Economia

Última edição em papel do Diário Económico sai amanhã

O jornal Diário Económico publica na sexta-feira a sua última edição em papel, passando a funcionar apenas na edição 'online' e no formato de televisão, confirmaram hoje à Lusa fontes da redação.

Diário Económico

Diário Económico

A decisão de suspender a publicação do jornal em papel foi hoje comunicada aos trabalhadores pelo administrador Gonçalo Faria de Carvalho, num plenário, no qual prometeu também apresentar na sexta-feira mais pormenores sobre o futuro do grupo, disse à Lusa fonte da redação.

Segundo a mesma fonte, Gonçalo Faria de Carvalho transmitiu aos trabalhadores que não afasta a possibilidade de, depois de uma reorganização, voltar a ser retomada a publicação do jornal em papel.

No passado dia 10 de março, os trabalhadores do Diário Económico realizaram uma greve de 24 horas para reivindicar o pagamento dos salários em atraso, pois "apesar da violação de que são alvo" em relação "a um direito elementar", os trabalhadores "têm assegurado o regular funcionamento da empresa", disse então à Lusa o delegado sindical e membro da Comissão Instaladora da Comissão de Trabalhadores do Diário Económico, Paulo Jorge Pereira.

Na semana anterior, os trabalhadores do Diário Económico, Económico TV e Economico.pt entregaram o pré-aviso de greve de 24 horas, através do SJ e do Sindicato Democrático dos Trabalhadores das Comunicações e dos Media (Sindetelco), esclarecendo que a paralisação seria desconvocada ou suspensa logo que fossem pagos os salários de janeiro.

Entretanto, dois dias antes da greve, a direção editorial do Económico apresentou a demissão do cargo, tendo o administrador Gonçalo Faria de Carvalho afirmado, numa comunicação interna, que iria procurar encontrar "com a maior brevidade possível" uma alternativa para a condução do projeto.

Na carta de demissão enviada à administração, a que a Lusa teve acesso, o diretor, Raul Vaz, e os subdiretores Bruno Faria Lopes, Francisco Ferreira da Silva e Tiago Freire afirmam que, na "sequência da comunicação de 23 de fevereiro, e na ausência de soluções para os constrangimentos às condições de trabalho no Económico então reportadas, a direção editorial apresenta a sua demissão".

A 02 de março, a Ongoing Strategy Investments, 'holding' do grupo que detém o Diário Económico, entrou em processo especial de revitalização (PER) de empresas devido às dificuldades financeiras, tendo sido nomeado já um administrador judicial provisório.

O Económico, incluindo televisão e jornal, emprega cerca de 138 pessoas.

Lusa

  • Diário Económico volta às bancas na segunda-feira

    Economia

    O Diário Económico só regressará às bancas na próxima segunda-feira e o 'site' não será atualizado durante o dia de hoje, tendo em conta que os trabalhadores estão em greve esta quinta-feira devido aos salários em atraso e à incerteza sobre o futuro do projeto.

  • Trabalhadores do Económico em greve por salários em atraso
    2:19

    Economia

    Os trabalhadores do Diário Económico estão hoje em greve. Reclamam o pagamento dos salários em atraso desde o início do ano. Pedem ainda uma solução que salve o jornal e o canal de televisão. Estes atrasos já levaram à saída de vários trabalhadores. A adesão à greve no site é de 100% e o jornal pode não vir a ser publicado amanhã.

  • O resgate dos passageiros do naufrágio em Cascais
    1:48
  • É importante que "as pessoas não tenham medo" de denunciar o tráfico humano
    0:48

    País

    Manuel Albano, relator nacional para o tráfico de pessoas, concorda com a ideia de que é necessário continuar a investir na inspeção e na fiscalização para travar o tráfico de seres humanos, mas rejeita a denúncia do sindicato dos trabalhadores do SEF, que esta quinta-feira alertou para a "falta de controlo".

  • Trocar a economia pela dança
    7:21
  • Salas de consumo assistido previstas na lei há 17 anos
    3:01
  • O que faz um guaxinim às duas da manhã num quartel de bombeiros?

    Mundo

    Os animais são muitas vezes os protagonistas de histórias incríveis ou até insólitas. Desde o cão mais pequeno ao urso mais assustador. Desta vez, o principal interveniente é um guaxinim, que foi levado até um quartel de bombeiros por uma dona muito preocupada. Porquê? O animal estava sob o efeito de drogas.

    SIC

  • "Por vezes até as princesas da Disney ficam apavoradas"

    Mundo

    A atriz norte-americana Patti Murin foi esta semana elogiada nas redes sociais por se preocupar com a sua saúde mental e não ter problemas em falar sobre o assunto. A artista faltou a um espetáculo da Disney, onde ia atuar, devido a um ataque de ansiedade.

    SIC

  • Presidente do Uganda quer proibir sexo oral

    Mundo

    O Presidente do Uganda emitiu um aviso público durante um conferência de imprensa anunciando que vai banir a prática de sexo oral no país. Yoweri Museveni justifica o ato, explicando que "a boca serve para comer".

    SIC