sicnot

Perfil

Economia

Segurança Social deixa 363 mil pessoas sem prestação de desemprego

O Estado português atribuiu cerca de 256 mil prestações de desemprego em fevereiro, deixando sem estes apoios mais de 363 mil desempregados, segundo dados divulgados hoje pela Segurança Social.

SIC

De acordo com os últimos dados disponibilizados na página da Segurança Social na Internet (www.seg-social.pt), em fevereiro existiam 256.142 beneficiários de prestações de desemprego, menos 4.845 pessoas do que em janeiro e o equivalente a 41% do último número total de desempregados contabilizados pelo Instituto Nacional de Estatística (estimativas provisórias de janeiro).

Os últimos dados divulgados pelo INE, relativos a janeiro, contabilizavam um total de 619,5 mil desempregados, com a taxa de desemprego a situar-se nos 12,2% (estável face aos dois meses anteriores).

Das prestações contabilizadas pela Segurança Social, 125.924 referem-se a mulheres e as restantes 130.188 dizem respeito a homens.

Os números da Segurança Social incluem o subsídio de desemprego, subsídio social de desemprego inicial, subsídio social de desemprego subsequente e prolongamento do subsídio social de desemprego, prestações que atingiram em fevereiro o valor médio de 455,86 euros, face aos 454,42 euros observados um ano antes.

Lusa

  • Governo quer reduzir gastos com papel na função pública
    1:08

    Economia

    O Governo proibiu a livre utilização das impressoras pelos funcionários públicos. O ministro das Finanças quer assim reduzir em 20% a despesa em consumo de papel e, ao mesmo tempo, minimizar a perigosidades dos resíduos produzidos com as impressoras, no Estado.