sicnot

Perfil

Economia

Fundador do Facebook reuniu-se com chefe de propaganda do PC Chinês

O fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, reuniu-se este fim de semana com o responsável pela propaganda do Partido Comunista Chinês (PCC), Liu Yunshan, salientando a sua aproximação a um dos raros países que bloqueia aquela rede social.

Mark Zuckerberg tem realizado vários encontros com altos responsáveis na China, país que bloqueia o Facebook.

Mark Zuckerberg tem realizado vários encontros com altos responsáveis na China, país que bloqueia o Facebook.

© POOL New / Reuters

O encontro ocorreu em Pequim, um dia após Zuckerberg ter gerado controvérsia ao publicar uma fotografia sua a correr junto à icónica praça Tiananmen, apesar do alto nível de poluição que atingia a capital chinesa.

Liu Yunshan é um dos sete membros do Comité Permanente do Politburo do PCC, a cúpula do poder na China.

Segundo a agência oficial Xinhua, o dirigente chinês enalteceu a tecnologia "avançada" do Facebook e apelou à cooperação entre aquela rede social e as suas congéneres chinesas.

Zuckerberg, que é casado com uma chinesa com nacionalidade norte-americana, destacou o progresso da China na área da internet e afirmou que trabalharia com o país para "criar um mundo melhor no ciberespaço", revelou a agência.

A população 'online' da China atingiu os 688 milhões de pessoas em 2015, mas Pequim esforça-se para sufocar a liberdade criada pela internet através do "Grande Firewall da China".

Além do Facebook, aquele mecanismo censura 'sites' como o Youtube, Google e Twitter e importantes órgãos de comunicação social estrangeiros.

Segunda maior economia do mundo, a seguir aos Estados Unidos da América, a China está, neste aspeto, ao nível da Coreia do Norte e do Irão, dois dos outros raros países cujos governos baniram o Facebook.

Zuckerberg não oculta o seu desejo de alargar aquela rede social à China e algo que jé demonstrou em várias ocasiões com 'operações de charme', como o discurso que proferiu em mandarim, no ano passado, numa prestigiada universidade chinesa.

Durante a visita do Presidente chinês Xi Jinping aos EUA, em setembro passado, deixou-se fotografar no seu escritório com o livro oficial do Presidente chinês, "A Governança da China", pousado na sua secretária.

Lusa

  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Novo vídeo do Daesh mostra crianças a treinar para matar
    3:35
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho

  • Trump propõe cortes orçamentais para pagar muro

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos está a propor cortes de milhões de dólares no orçamento para que os contribuintes norte-americanos, e não o México, paguem o muro a construir na fronteira entre os dois países.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.