sicnot

Perfil

Economia

Montepio, Corticeira Amorim e Sonae Capital entram no PSI20

A Corticeira Amorim, o Montepio e a Sonae Capital passam, a partir de hoje, a integrar o principal índice da bolsa portuguesa, o PSI20, tendo sido excluídas a Impresa e a Teixeira Duarte.

O PSI20 passa assim a contar com 18 cotadas, segundo as alterações que fazem parte da revisão anual do índice, anunciadas pela Nyse Euronext no início do mês.

A partir de hoje, o setor financeiro passa a ter três cotadas, com o Montepio a juntar-se ao BPI e ao BCP, sendo que a Sonae Capital se junta à sua casa-mãe, a Sonae SGPS.

A Teixeira Duarte e a Impresa, que voltarão para o índice geral, tinham sido promovidas ao PSI20 no início de 2014.

Até agora, o PSI20 era composto por 17 cotadas: EDP, EDP Renováveis, Galp, REN, Jerónimo Martins, Teixeira Duarte, Mota-Engil, NOS, Pharol, Sonae SGPS, Semapa, Portucel, Altri Impresa, CTT, BCP e BPI.

A 23 de dezembro de 2015, os títulos do Banif deixaram de integrar o principal índice da bolsa portuguesa, na sequência da alienação do banco no contexto da medida de resolução anunciada pelo Governo e pelo Banco de Portugal.

Antes, em agosto de 2014, após a resolução do Banco Espírito Santo (BES), a Euronext tomou a mesma decisão em relação as ações do banco.

E um mês antes esta situação já tinha ocorrido com a Espírito Santo Financial Group (ESFG), quer era a principal acionista do BES.

A composição do PSI20 é revista trimestralmente (março, junho, setembro e dezembro).

Lusa

  • Queda de avioneta em Espanha causa 4 mortos

    Mundo

    Uma avioneta com destino a Cascais, em que seguia uma família de quatro pessoas - dois adultos e dois menores - caiu em Sotillo de las Palomas, em Toledo, Espanha. Todas as vítimas são de nacionalidade espanhola.

    Em desenvolvimento

  • Um discurso histórico com os pedidos de sempre
    2:30

    País

    Jerónimo de Sousa voltou este domingo a pedir a renegociação da dívida e a saída de Portugal do euro. Num discurso historicamente curto, apenas 15 minutos, no encerramento do Congresso do PCP, o reeleito secretário-geral comunista anunciou que o aumento dos salários e a reversão das alterações à legislação laboral são duas prioridades para os próximos tempos.

  • Mais de 50 milhões de italianos decidem futuro do país
    1:43

    Mundo

    Este domingo, está nas mãos de mais de 50 milhões de eleitores italianos o futuro do país. Mais do que um voto à reforma constitucional, o referendo terá consequências políticas diretas no Governo italiano. As urnas fecham às 23h00, 22h00 em Lisboa. Os primeiros resultados são esperados meia hora depois.