sicnot

Perfil

Economia

Saída do Reino Unido da UE custaria 130 mil M€ à economia britânica

Abandonar a União Europeia poderia causar perdas de 100 mil milhões de libras (130 mil milhões de euros) à economia do Reino Unido, segundo um estudo da consultora PwC, encomendado pela Confederação da Indústria Britânica (CIB).

© Phil Noble / Reuters

Os analistas acreditam que o país poderia perder o equivalente a cinco por cento do Produto Interno Bruto (PIB) nos próximos quatro anos se abandonasse o mercado comum após o referendo sobre a permanência na UE, a 23 de junho.

No caso de Londres romper com a União, mas chegando a um acordo de livre comércio com Bruxelas, o impacto económico para o Reino Unido se reduziria a três por cento do PIB, adianta a PwC.

Segundo esses cenários, a taxa de desemprego poderia aumentar entre dois e três por cento, o que colocaria em risco 950 mil postos de trabalho.

A análise sustenta que o crescimento económico reduzir-se-ia entre 2017 e 2020 e poderia chegar a ser nulo em 2017 ou 2018 devido ao impacto no comércio.

"Este estudo mostra muito claramente por que deixar a União seria um passo atrás real para os níveis de vida, o emprego e o crescimento", assinalou a diretora geral da CBI, Carolyn Fairbairn.

Lusa

  • Atacantes usaram "tática defendida pelos extremistas do Daesh"
    1:43

    Ataque em Barcelona

    O ex-presidente do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo esteve em direto, para a SIC Notícias, onde falou sobre o ataque desta quinta-feira nas Ramblas, em Barcelona. José Manuel Anes falou na tática defendida na revista dos extremistas do Daesh e que foi usada neste ataque: a utilização de viaturas "de preferência as mais pesadas para matar o maior número de pessoas".