sicnot

Perfil

Economia

Ministro do Trabalho reúne-se com sindicatos

O ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, reúne-se hoje com os sindicatos por causa das rescisões no Novo Banco.

José Vieira da Silva, ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

José Vieira da Silva, ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

ANT\303\223NIO COTRIM

A reunião visa esclarecer o pagamento do subsídio de desemprego a todos os trabalhadores do Novo Banco que aceitaram as rescisões por mútuo acordo.

No encontro com o governante participam o secretário-geral da UGT, Carlos Silva, e os líderes dos sindicatos da Federação Nacional do Setor Financeiro, ou Febase.

A Comissão Nacional de Trabalhadores (CNT) do Novo Banco revelou na semana passada que mais de 500 pessoas já tinham sido chamadas para reuniões com responsáveis pelos recursos humanos para conhecerem as condições da rescisão de contrato.

A 14 de março, o Novo Banco informou os trabalhadores que já tinha dado início às rescisões por mútuo acordo com as quais pretende reduzir cerca de 500 postos de trabalho.

Lusa

  • Novo Banco admite avançar para despedimento coletivo
    7:06

    Edição da Manhã

    A administração do Novo Banco que admite avançar para um despedimento coletivo, as explicação pedidas pelo PSD do alegado envolvimento do Primeiro-ministro nos negócios entre a empresária angolana Isabel dos Santos e o setor bancário e o Ministério iraquiano do Petróleo que pretende aumentar a receita dos recursos de gás e de petróleo na análise de João Palma-Ferreira, jornalista do Expresso.

  • Trabalharia horas extra sem ser pago? E feriados?  
    1:25
  • Visita de Estado ao Luxemburgo
    1:34

    País

    O Presidente da República chega esta noite ao Luxemburgo para uma visita de Estado de dois dias. O contacto com a comunidade portuguesa, que é a maior comunidade no país, vai ser um dos pontos fortes da visita.

    Enviados SIC

  • UE dá "luz verde" para início das negociações do Brexit

    Brexit

    Os 27 Estados-membros da União Europeia aprovaram esta segunda-feira a autorização para o início das negociações do Brexit, indicando formalmente o final de junho para início do processo de saída do Reino Unido, que se prolongará por dois anos.