sicnot

Perfil

Economia

Violência em França em protestos contra reforma da lei do trabalho

galeria de fotos

Manifestações de estudantes em Paris e em Nantes (oeste) contra a reforma da lei do trabalho degeneraram hoje em violência, com duas viaturas incendiadas e pelo menos 24 pessoas detidas, disse fonte policial à agência France Presse.

© Gonzalo Fuentes / Reuters

© Stephane Mahe / Reuters

© Gonzalo Fuentes / Reuters

© Stephane Mahe / Reuters

© Stephane Mahe / Reuters

© Stephane Mahe / Reuters

© Stephane Mahe / Reuters

© Stephane Mahe / Reuters

© Benoit Tessier / Reuters

© Gonzalo Fuentes / Reuters

© Stephane Mahe / Reuters

© Stephane Mahe / Reuters

© Benoit Tessier / Reuters

© Benoit Tessier / Reuters

Nas duas cidades, a polícia utilizou gás lacrimogéneo para dispersar os jovens, alguns dos quais encapuzados.

Em Paris, o protesto junto entre 4.800 a 5.200 pessoas, segundo a fonte, e pelo menos dois polícias foram feridos.

Em Nantes, a manifestação juntou entre 6.000 e 8.000 pessoas, e a polícia interveio depois de vários jovens terem lançado garrafas contra os agentes e despejado caixotes de lixo, acrescentou.

Há protestos a decorrer também em Rennes (oeste) e em Marselha (sul).

A reforma da lei do trabalho, adotada hoje de manhã pelo Conselho de Ministros, é contestada há várias semanas por conter medidas consideradas demasiado liberais.

As manifestações foram convocadas por sete sindicatos e organizações de juventude.

O desemprego em França, de cerca de 10%, afeta especialmente os jovens, entre os quais a taxa é de 25%.

Na semana passada, milhares de estudantes participaram em greves que paralisaram dezenas de escolas e universidades em todo o país.

Lusa

  • Pagar IMI a prestações e um Documento Único Automóvel mais pequeno

    País

    O programa Simplex + 2017 é apresentado hoje à tarde e recebeu mais de 250 propostas de cidadãos ao longo dos últimos meses. As novas medidas preveem o pagamento em prestações do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) e a criação de um simulador de custos da Justiça, que devem estar em vigor no próximo ano.

  • Depois do Fogo
    23:30
  • "A culpa morre sozinha?"
    0:41

    Opinião

    Luís Marques Mendes não acredita que o Ministério Público não formule uma acusação de homicídio por negligência e que não haja demissões na sequência do incêndio de Pedrógão Grande. O comentador da SIC debateu o tema este domingo no Jornal da Noite da SIC.

    Luís Marques Mendes

  • O último adeus a Miguel Beleza

    País

    O velório do economista e ex-ministro das Finanças realiza-se esta segunda-feira na Igreja do Campo Grande, em Lisboa, a partir das 18h00.

  • Trump quebra tradição da Casa Branca com 20 anos

    Mundo

    Donald Trump decidiu não fazer um jantar de celebração pelo fim do Ramadão, o mês em que os muçulmanos cumprem jejum entre o nascer e o pôr do sol. O Presidente dos Estados Unidos quebrou a tradição da Casa Branca, pela primeira vez em 20 anos.