sicnot

Perfil

Economia

Trabalhadores das refinarias da Petrogal prolongam greves até fim de abril

Os trabalhadores das refinarias da Petrogal, em Sines e no Porto, decidiram prolongar até final do mês de abril as paralisações parciais que tiveram início em janeiro, disseram hoje a Lusa fontes sindicais.

"A greve tem tido uma boa adesão, pelo que decidimos avançar com o novo pré-aviso, para prolongarmos as paralisações até final de abril", disse à Lusa Rui Ferreira, do Sindicato da Indústria e do Comércio Petrolífero.

"Decidimos manter as 32 horas de greve por semana, das 06:00 de sexta-feira até às 14:00 de sábado, na refinaria do Porto e as 48 horas por semana, das 00:00 de quinta-feira até às 24:00 de sexta-feira, na refinaria de Sines", acrescentou o sindicalista.

Rui Ferreira acredita que a estratégia da Petrogal passa por retirar direitos de uma forma progressiva, para evitar uma reação mais determinada dos trabalhadores e para manter a imagem junto da opinião pública.

"Estes cortes nas regalias dos trabalhadores não se justificam, uma vez que se trata de uma empresa que tem tido bons resultados", sublinhou o dirigente do SICOP, que representa cerca de 100 trabalhadores da refinaria do Porto, em Matosinhos.

Uma opinião partilhada por Hélder Guerreiro, do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Atividades do Ambiente do Sul, que representa mais de 500 trabalhadores da Petrogal na refinaria de Sines e cerca de 2.000 a nível nacional.

Segundo Hélder Guerreiro, os trabalhadores das duas refinarias lutam pela manutenção do Acordo de Empresa, que a Petrogal considera ter caducado no passado mês de outubro, na sequência da nova legislação laboral aprovada pelo anterior governo.

"Entendemos que os direitos dos trabalhadores não caducam", defendeu o sindicalista, manifestando a esperança de que, com o prolongamento dos períodos de greve nas duas refinarias, a administração da empresa regresse à mesa das negociações, tendo em vista a manutenção do AE.

A agência Lusa tentou ouvir a Petrogal, mas fonte da empresa adiantou que não tenciona fazer qualquer declaração sobre o conflito laboral nas refinarias de Sines e do Porto.

Lusa

  • Marcelo lembra as consequências da demissão de Vítor Gaspar
    1:06

    Caso CGD

    O Presidente da República reitera que o assunto Caixa Geral de Depósitos está fechado. Em entrevista à TVI, Marcelo Rebelo de Sousa lembrou esta segunda-feira as consequências que a demissão de Vítor Gaspar, ministro das Finanças em 2013, provocou no sistema financeiro para justificar o facto de ter intervindo na polémica com as SMS trocadas entre Mário Centeno e António Domingues.

  • PSD e CDS admitem chamar António Costa à nova Comissão de Inquérito à CGD
    2:37

    Caso CGD

    PSD e CDS admitem chamar o primeiro-ministro à nova Comissão de Inquérito à CGD. Apesar de ser uma hipótese, a SIC sabe que os dois partidos ainda estão a definir o objeto do inquérito e, por isso, afirmam que é prematuro falar sobre eventuais audições. Seja como for, António Costa voltou esta segunda-feira a dizer que o assunto está encerrado.

  • Acha que conhece o seu país?
    27:42
  • Avioneta despenha-se em centro comercial de Melbourne

    Mundo

    Uma avioneta com cinco pessoas a bordo caiu num centro comercial perto do aeroporto de Essendon em Melbourne, capital da Austrália. Segundo a polícia do estado de Vitória tratava-se de um voo charter com destino a King Island, situada entre a parte continental da Austrália e a ilha da Tasmânia.

  • Pelo menos 18 detidos em protestos no Rio de Janeiro

    Mundo

    Pelo menos 18 pessoas foram esta segunda-feira detidas no Rio de Janeiro, Brasil, depois de confrontos com a polícia durante um protesto contra a privatização da empresa pública de saneamento, que serve o terceiro estado mais povoado do país.

  • O momento em que Kim Jong-nam terá sido envenenado
    1:21

    Mundo

    A investigação ao homicídio do meio-irmão do líder da Coreia do Norte no aeroporto da capital da Malásia está a provocar uma crise diplomática entre os dois países. Esta segunda-feira, um canal de televisão japonês divulgou imagens das câmaras de vigilância do aeroporto que alegadamente captam o momento em que Kim Jong-nam terá sido envenenado.

  • O atentado na Suécia inventado por Donald Trump
    2:12
  • Os ensaios para a maior festa do ano
    1:16

    Mundo

    Em contagem decrescente para o Carnaval, no Rio de Janeiro, já começaram os ensaios para a maior festa do ano. A noite de testes na avenida Marquês de Sapucaí conta com desfiles gratuitos.