sicnot

Perfil

Economia

Maria Luís Albuquerque não interveio nos benefícios fiscais da Arrow, diz Governo

O Governo concluiu que a ex-ministra Maria Luís Albuquerque não interveio no sentido na atribuição de benefícios fiscais à Arrow Global, a empresa onde agora trabalha.

Maria Luís Albuquerque, ex-ministra das Finanças.

Maria Luís Albuquerque, ex-ministra das Finanças.

© Rafael Marchante / Reuters

Num relatório enviado à subcomissão de ética, a que a SIC teve acesso, as Finanças dizem que esses benefícios foram dados a duas subsidiárias do grupo de forma automática e antes de terem sido compradas pela Arrow.

A White Star e a Gesphone receberam quase 424 mil euros em benefícios fiscais que, segundo o mesmo relatório, estão dentro da lei.

As Finanças garantem que Maria Luís não celebrou contratos nesse sentido, o que podia implicar incompatibilidade de funções, já que agora é administradora não executiva da Arrow.

Ainda assim, o Governo sublinha que esta informação se refere a estas duas empresas em concreto e que não foram avaliadas as restantes do grupo Arrow.

  • Maria Cavaco Silva "muito espantada" com caso Raríssimas
    0:56

    País

    Maria Cavaco Silva disse hoje que ficou surpreendida e preocupada com as suspeitas de irregularidades na associação Raríssimas. A ex-primeira dama garante que desconhecia a situação e afirma que Portugal não é "abonado" ao ponto de poder desperdiçar o trabalho feito, lembrando que os utentes não podem sofrer com a polémica.

  • Lince ibérico esteve à venda no OLX

    País

    Um anúncio de venda de um lince ibérico, por 1.500 euros, foi publicado esta semana no site de classificados OLX, com uma morada de Alcoutim, no Algarve. A autenticidade da publicação não foi confirmada, mas em setembro foi encontrada a coleira de um lince ibérico precisamente em Alcoutim. As autoridades estão a investigar.

    SIC

  • "O futuro da Autoeuropa não está em causa"
    0:43

    Economia

    O secretário de Estado do Trabalho apelou a que os partidos não se intrometam nas negociações entre os trabalhadores e a administração da Autoeuropa. Em entrevista à Edição da Noite da SIC Notícias, Miguel Cabrita afastou a hipótese de estar em causa o encerramento da fábrica de Palmela. 

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28