sicnot

Perfil

Economia

IBM inaugura centro em Viseu e cria 120 postos de trabalho

O presidente da IBM Portugal, António Raposo Lima, anunciou hoje que o novo centro de trabalho e competências da SoftINSA deverá ser inaugurado em Viseu ainda este ano, criando cerca de 120 postos de trabalho de caráter tecnológico.

© NIR ELIAS / Reuters

"O protocolo hoje assinado representa um compromisso de cooperação e parceria com a autarquia de Viseu, Instituto Politécnico de Viseu e SoftINSA, empresa do grupo IBM, e tem como objetivo a instalação e operação de um centro de inovação e tecnologia em Viseu, que estamos todos cientes terá, com certeza, êxito. Prevê-se que este novo centro seja inaugurado ainda este ano", alegou.

Durante a cerimónia de assinatura do acordo de cooperação para a instalação do novo Centro de Trabalho e Competências da SoftINSA em Viseu, António Raposo Lima sublinhou que o processo de recrutamento de pessoal irá privilegiar os licenciados do Instituto Politécnico de Viseu.

"Prevê-se, no seu pleno funcionamento, a criação de cerca de 120 postos de trabalho de caráter tecnológico", acrescentou.

Ao longo da sua intervenção, o responsável da IBM Portugal explicou que a assinatura do protocolo "visa também fomentar o desenvolvimento e a implementação de soluções tecnológicas inovadoras, incluindo designadamente a área das cidades inteligentes".

"Sempre que tal seja viável, o nosso desígnio é que a cidade de Viseu e o seu concelho atuem como um laboratório vivo, que permita testar funcionalidades e adaptabilidade de soluções de cidades inteligentes à realidade local", referiu.

No seu entender, o novo centro trará uma contribuição decisiva para o desenvolvimento de Viseu e, consequentemente, para o crescimento do país".

O presidente da Câmara de Viseu, Almeida Henriques, aproveitou a ocasião para recordar que a sua primeira prioridade passa por colocar Viseu no mapa e na rota do investimento económico.

"Viseu não quer ser um concelho-donuts, que não atrai nem cria condições para radicar empresas, investimentos e atividades e as remete para as suas periferias. Dois anos e meio depois, acredito que demos um salto quântico na imagem e na atratividade económica de Viseu, que se traduziu em novos investimentos, mas também na expansão e promoção de outros que já cá estavam", justificou.

Almeida Henriques destacou a relevância do acordo de investimento hoje selado, que o leva a acreditar que abrirá um novo ciclo na economia da cidade-região, posicionando Viseu como uma das primeiras smart cities do país.

"Acredito que este projeto, mais cedo que tarde, arrastará outros projetos e outras oportunidades", concluiu.

A nova unidade da SoftINSA será instalada no parque empresarial de Coimbrões, em Viseu.

Lusa

  • Pagaram 10 libras por diamante que vale milhares

    Mundo

    Há 30 anos um comprador adquiriu um anel de diamantes de 26.27 quilates por apenas 10 libras (cerda de 11 euros) numa feira em Isleworth, no oeste Londres. O proprietário passeou durante três décadas com uma peça que valia cerca de 350.000 libras (407.000€) e não sabia. Confessa que até a usava durante as tarefas domésticas.

    SIC

  • Leão-marinho arrasta criança de doca em Vancouver
    0:51

    Mundo

    O momento em que um leão-marinho arrasta uma menina para a água foi gravado e publicado na internet. Sem nada que fizesse prever, o animal puxou a criança que estava sentada numa doca em Vancouver, no Canadá. A criança foi resgatada de imediato por um familiar e apesar do susto não sofreu ferimentos. O momento de aflição foi testemunhado por vários turistas.

  • Caçador morre esmagado por elefante

    Mundo

    Um famoso caçador morreu na sexta-feira após ser esmagado por um elefante quando estava a caçar. A morte foi confirmada pelas autoridades do Zimbabué, que adiantaram ainda que o animal foi morto por um dos caçadores do grupo de Theunis Botha.