sicnot

Perfil

Economia

Transportadores reúnem-se com Governo à espera de solução para ISP

A Associação Nacional de Transportadores Rodoviários de Mercadorias (ANTRAM) volta hoje a reunir-se com o Governo para negociar formas de minimizar o impacto do aumento do Imposto Sobre os Produtos Petrolíferos e Energéticos (ISP).

Arquivo Reuters

Arquivo Reuters

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

A convocação desta reunião, agendada para as 17:30, na presidência do Conselho de Ministros, em Lisboa, levou a associação a cancelar uma marcha lenta de camiões em todo o território nacional.

"A marcha lenta foi suspensa, uma vez que o executivo alargou o âmbito da reunião, agendada para 30 de março, a outras pastas do Governo. O encontro contará, assim, não só com o ministro Adjunto, Eduardo Cabrita, mas também com o ministro das Finanças, o ministro da Economia, o ministro do Ambiente e as respetivas Secretarias de Estado", referiu numa nota a ANTRAM.

No dia 21 de março os transportadores rodoviários de mercadorias anunciaram endurecer o protesto com uma marcha lenta contra o aumento do ISP em seis cêntimos por litro de gasóleo e de gasolina, em vigor desde meados de fevereiro, que "compromete a competitividade do setor e, consequentemente, a sobrevivência das empresas e a manutenção dos postos de trabalho".

O Governo propôs às empresas uma majoração do custo com o combustível em 20%, em sede de IRC, o que a ANTRAM rejeitou por "não permitir atingir o valor que as empresas terão que suportar com o aumento do ISP".

Mais do que não sofrer este agravamento, as associações querem que o preço dos combustíveis, que representa 35% dos custos das empresas do setor, seja equiparado ao praticado em Espanha, o que deverá ocorrer através da devolução do ISP, com base no consumo real de combustível.

Lusa

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras