sicnot

Perfil

Economia

Fatura da Sorte sorteia dívida pública a partir de amanhã

A portaria que regula as novas regras do sorteio Fatura da Sorte, que vai passar a atribuir Certificados do Tesouro Poupança Mais e não automóveis, foi publicada em Diário da República e deverá entrar em vigor na sexta-feira.

A portaria hoje publicada dá assim seguimento ao decreto-lei que já tinha sido divulgado pelo Ministério das Finanças, em que a tutela tinha afirmado que a mudança do prémio para produtos de poupança é uma "simplificação dos procedimentos" e também uma forma de "estimular o aforro das famílias e promover os produtos de poupança do Estado".

Nessa altura, o Governo indicou abril para a entrada em vigor das novas regras.

Além disso, a mudança de prémios, segundo o Governo, continua a prosseguir o objetivo de "promoção da cidadania fiscal dos contribuintes no combate à economia informal e na prevenção da evasão fiscal".

Ao longo dos últimos dois anos, este sorteio atribuiu automóveis topo de gama aos contribuintes premiados, um prémio que agora vai passar a ser títulos de dívida pública.

O sorteio tem concursos regulares, que se realiza semanalmente, e tem um concurso semestral, que se realiza nos meses de junho e de dezembro.

Os prémios serão Certificados do Tesouro Poupança Mais (CTPM) no valor de 35.000 euros (montante já líquido de imposto do selo) e nos concursos regulares.

Nos concursos extraordinários, serão atribuídos CTPM no valor de 50.000 euros (também líquidos do imposto do selo).

O sorteio Fatura da Sorte foi criado pelo governo de Pedro Passos Coelho em 2014 para incentivar os contribuintes a pedirem fatura com o número de identificação fiscal.

No ano passado, foram sorteados 52 automóveis de gama alta e, no final do ano, ainda mais três automóveis Audi A6 no sorteio extraordinário de 30 de dezembro.

Lusa

  • Os confrontos de Rui Rio
    3:38

    País

    Esta não é a primeira vez que Rui Rio enfrenta adversidades. O mesmo aconteceu durante a presidência da Câmara do Porto, quando assumiu uma rutura total com o Futebol Clube do Porto. Na primeira conferência de imprensa como presidente do PSD, avisou os adversários internos de que o clima de confronto é um ambiente do qual gosta.

  • Governo aceita diálogo com PSD após eleição de Rio
    1:52

    País

    Com a eleição de Rui Rio, o Governo aceitou entender-se com o PSD, provocando algumas críticas por parte do PCP e o Bloco de Esquerda. O líder parlamentar socialista diz que admitir o diálogo é Democracia, mas garante que o que sempre dividiu o PS do PSD mantém-se.

  • Sporting nos oitavos de final da Liga Europa

    Liga Europa

    O Sporting garantiu esta quinta-feira o apuramento para os oitavos de final da Liga Europa, ao empatar frente ao Astana, em Alvalade, a três golos, na segunda mão dos 16 avos de final, depois de ter triunfado no Cazaquistão por 3-1. Veja ou reveja todos os golos do encontro.

  • Jane Seymour posa para a Playboy aos 67 anos

    Cultura

    Esta é a terceira vez que a atriz inglesa de 67 anos participa numa sessão fotográfica para a revista Playboy. Jane Seymour aproveitou a oportunidade para se juntar ao movimento #MeToo e falar sobre as agressões sexuais que sofreu às mãos de um produtor, em 1972.

  • O estranho caso do mergulhador Alejandro Ramos

    Mundo

    O mergulhador Alejandro Ramos tornou-se num caso de investigação do Centro Médico Naval do Peru, depois do seu corpo ter começado a inchar sem qualquer explicação aparente. Isto aconteceu há quatro anos, minutos depois de ter emergido da água, onde tinha estado a trabalhar durante muitas horas.

    SIC

  • Vírus do Zika pode proteger contra a dengue

    Mundo

    Uma equipa de investigadores brasileiros acredita que a infeção do vírus Zika pode tornar a pessoa imune contra a dengue. Anteriormente, uma investigação chinesa já tinha conseguido provar o inverso: quem apanha dengue pode estar mais protegido contra o vírus do Zika.

    SIC

  • Pesca explora mais de metade de todos os oceanos

    Economia

    A pesca industrial explora mais de metade de todos os oceanos, uma área quatro vezes maior que a utilizada pela agricultura, havendo mais atividade no norte do Atlântico e do Pacífico, conclui um estudo divulgado esta quinta-feira.