sicnot

Perfil

Economia

FMI pessimista diz que crescimento de Portugal será de 1,4% do PIB

O FMI é ainda mais pessimista do que o Banco de Portugal e aponta para um crescimento de apenas 1,4% do PIB este ano. Enquanto isso, a instituição liderada por Carlos Costa, acredita que será 1,5%.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Kim Kyung Hoon / Reuters

O Governo colocou no Orçamento do Estado uma previsão de subida do crescimento económico para 1,8%.

Valor que volta a ser apontado pelas instituições internas e externas como muito otimista.

No relatório agora divulgado e que faz o balanço da terceira visita depois de terminado o programa de resgate, o FMI destaca ainda o valor do défice, que no passado fixou-se nos 4,4%, muito acima dos 2,7% previstos inicialmente.

Ainda assim são assinalados aspetos positivos como a estabilização da economia, apesar de desafios consideráveis, como o elevado nível da dívida, pública e empresarial.

O relatório deixa por isso uma sugestão: o Governo deve continuar a adotar políticas e reformas prudentes, algumas entretanto revertidas pela mudança de política mas necessárias para garantir a sustentabilidade das finanças públicas.

.

  • Militares da revolução denunciam corrupção nos órgãos de poder
    3:22

    País

    O presidente da Associação 25 de Abril acusa a classe política de não ter interesse em travar a corrupção em Portugal. Vasco Lourenço e Otelo Saraiva de Carvalho, dois dos militares da revolução, consideram que a corrupção está entranhada nos órgãos de poder e deve ser denunciada.

  • "Está prevista mais uma melhoria do rating para breve"
    2:46
  • Fábrica na Covilhã vai produzir para marcas de luxo
    1:47

    Economia

    A Covilhã foi a cidade portuguesa escolhida para a instalação de uma nova fábrica de produção de peças para marcas de luxo. O Grupo FM Industries Sycrilor vai reforçar o investimento na cidade e será responsável pelo polimento de metais para as marcas Louis Vuitton e Cartier.