sicnot

Perfil

Economia

Maria Luís considera que o caso "Arrow Global" está encerrado

A ex-ministra das Finanças Maria Luís Albuquerque afirmou hoje que o assunto relacionado com a sua empregadora Arrow Global "está encerrado" e que "de maneira nenhuma" a sua posição no partido saiu fragilizada.

Maria Luís Albuquerque, ex-ministra das Finanças.

Maria Luís Albuquerque, ex-ministra das Finanças.

© Rafael Marchante / Reuters

"Eu diria que o assunto está encerrado", afirmou Maria Luís Albuquerque à entrada para o 36.ª Congresso do PSD que decorre em Espinho.

A ex-ministra das Finanças e deputada eleita pelo círculo de Setúbal vai hoje subir ao palco do Congresso para apresentar a proposta temática "Afirmar Setúbal", imediatamente a seguir à intervenção do presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, disse à Lusa fonte social-democrata.

A antiga governante foi contratada pelo grupo britânico de gestão de créditos Arrow Global, gerando críticas de violação do estatuto dos deputados e do regime de incompatibilidades de titulares de altos cargos públicos devido às ligações do novo empregador ao agora privatizado Banif.

A deputada assinalou aos jornalistas que "este assunto foi colocado no debate público pela coordenadora do Bloco de Esquerda (BE) dizendo que era tema para a comissão de inquérito".

"Jorge Tomé [ex-presidente executivo do Banif] esteve lá e o Bloco não lhe perguntou nada", frisou.

Questionada se a sua posição saiu fragilizada com as notícias sobre a sua nova situação profissional, Maria Luís Albuquerque respondeu: "de maneira nenhuma".

A subcomissão de ética da Comissão parlamentar de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias reuniu-se na quinta-feira, à porta fechada e numa das salas mais reservadas do parlamento, para ouvir a antiga governante sobre a sua nova situação profissional e a própria, que não prestou declarações à comunicação social, informou os seus pares de mais empresas do conglomerado de gestão de créditos.

Também na quinta-feira, o PS entregou no parlamento um projeto que impede titulares de cargos políticos de exercerem funções em áreas que antes tutelaram e impossibilita deputados de prestarem serviços a empresas, sociedades de crédito, seguradoras e financeiras.

A Espinho chegou também o comissário europeu Carlos Moedas, ex-secretário de Estado adjunto do primeiro-ministro, que declarou aos jornalistas à chegada: "Como militante de base aqui estou para ouvir o líder do PSD, que é uma pessoa que eu admiro imenso".

"O PSD é um grande partido. Ganhámos as eleições e estamos aqui. O líder do partido é um grande homem, que conseguiu realmente tirar o país de uma situação muito difícil", elogiou.

Carlos Moedas defendeu que o PSD "é um partido que sabe estar na oposição" e considerou que "as críticas são bem-vindas e são para ser ouvidas pelos partidos, e é isso que um Congresso faz, é ouvir críticas, falar, discutir ideias para o futuro".

Lusa

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • Proteção Civil aponta falhas do SIRESP, operadora diz que esteve à altura do fogo
    4:22
  • Temer pode cair menos de um ano depois da queda de Dilma
    3:06
  • Imagens do resgate de crianças feridas num bombardeamento na Síria
    2:00

    Mundo

    Os Estados Unidos acusam o regime sírio de estar a preparar um novo ataque químico e avisam Bashar al-Assad que vai pagar caro se o concretizar. No terreno, os ataques aéreos continuam a fazer vítimas civis. Da periferia de Damasco chegam imagens dramáticas do resgate de duas crianças feridas num bombardeamento.

  • Mulher atira moedas para o motor do avião por superstição

    Mundo

    As superstições levam as pessoas a fazer coisas bizarras e até, mesmo, perigosas. Este foi o caso de uma mulher chinesa que decidiu atirar moedas para o motor de um avião, para garantir boa sorte na viagem, que estava prestes a fazer. Contudo, a ação obrigou ao atraso do voo que partia de Xangai, numa companhia aérea chinesa.

  • Modelo italiana atacada com ácido volta ao trabalho

    Mundo

    Gessica Notaro, antiga concorrente do concurso Miss Itália, já regressou ao trabalho como treinadora de leões marinhos, cinco meses depois de ter sido atacada com ácido, alegadamento pelo ex-namorado, Jorge Edson Tavares. Gessica Notaro diz que quer inspirar e encorajar outras mulheres a lutar contra o assédio e o bullying nas relações.

  • Quem é a mulher que diz ser filha de Salvador Dalí

    Cultura

    Maria Pilar Abel Martínez nasceu em 1956 e será o alegado fruto de um caso entre a sua mãe e Salvador Dalí. Um tribunal de Madrid ordenou a exumação do cadáver do pintor e a obtenção de amostras, de modo a determinar se a mulher espanhola é mesmo filha de Dalí.