sicnot

Perfil

Economia

Linha de crédito criada para apoiar empresas portuguesas em Angola revela-se um fracasso

A linha de apoio às empresas portuguesas com negócios em Angola está a revelar-se um fracasso. Foi criada há cerca de um ano pelo então ministro da Economia, Pires de Lima, mas até agora só foi utilizada em 6%.

Reuters/Arquivo

Reuters/Arquivo

© Stringer . / Reuters

O objectivo era ajudar as empresas exportadoras com dificuldades em receber os pagamentos de Angola.

O valor inicial era de 500 milhões de euros, mas devido à falta de procura já foi reduzido para 100 milhões.

Segundo a PME Investimentos, gestora da linha de crédito, até ao momento só foram aprovadas 15 operações, sobretudo de pequenas empresas.

No total, foram utilizados perto de seis milhões de euros, o equivalente a uma taxa de execução de 6%.

  • Racionamento da água é medida de último recurso
    2:35

    País

    O ministro do Ambiente acredita que não será necessário racionar a água na casa dos portugueses, se todos fizerem um uso racional desse consumo. Mas admite medidas concretas como a diminuição da pressão da água canalizada.

  • "O polvo está perfeitamente à rasca"
    1:45