sicnot

Perfil

Economia

Câmara de Lisboa apresenta hoje projeto de arrendamento a "preços controlados"

A Câmara de Lisboa apresenta hoje um programa de arrendamento a "preços controlados" para permitir o regresso de famílias da classe média à cidade, com casas em locais como o Vale de Santo António e Colina de Santana. De acordo com informação da autarquia, o objetivo "é criar mais de 5.000 fogos para arrendar a preços acessíveis".

Ao mesmo tempo, a intervenção permitirá regenerar os locais para onde se projetam as casas, como é o caso do Vale de Santo António, na freguesia da Penha de França, "uma zona esquecida da cidade", segundo o município.

A apresentação do Programa Renda Acessível, que se realiza nos Paços do Concelho, ocorre no dia em que se assinala um ano desde a tomada de posse do socialista Fernando Medina à frente da Câmara de Lisboa, após a saída de António Costa.

No seu discurso de tomada de posse, Fernando Medina anunciou a criação deste projeto e estabeleceu a habitação social como uma prioridade para o mandato.

"Assumiremos como prioridade, até ao final deste mandato, lançar um vasto programa de habitação a renda acessível, que permita numa primeira fase que 5.000 famílias da classe média possam voltar a morar na cidade por uma renda abaixo do salário mínimo nacional", disse na ocasião.

Entretanto, em outubro passado, o executivo municipal (de maioria PS) aprovou o início da reabilitação urbana na Rua de São Lázaro e na Rua das Barracas, na Colina de Santana, para depois avançar nestes locais com o programa de habitações com renda acessível.

Além destas freguesias - de Arroios e da Penha de França -, o programa deverá estender-se a Benfica (na Avenida Marechal Teixeira Rebelo, próximo do Centro Comercial Colombo) e a Marvila (na Quinta do Marquês de Abrantes e Alfinetes), para onde se preveem, respetivamente, 869 e 621 fogos.

Em causa estão parcerias do município com o setor privado, de acordo com a Câmara de Lisboa.

Lusa

  • "Hoje vi chover lume"
    3:57
  • A Minha Outra Pátria
    29:53
  • Milhares de clientes da CGD vão pagar quase 5€/ mês por comissões de conta
    1:24

    Economia

    Milhares de clientes da Caixa Geral de Depósitos (CGD), que até aqui estavam isentos de qualquer pagamento, vão começar a pagar quase 5 euros por mês por comissões de conta. A medida abrange também reformados e pensionistas e entra em vigor já em setembro. Ainda assim, os clientes com mais de 65 anos e uma pensão inferior a 835 euros por mês continuam isentos.

  • O apelo da adolescente arrependida de ir lutar pelo Daesh

    Daesh

    Uma adolescente alemã que desapareceu da casa dos pais, no estado da Saxónia, esteve entre os vários militantes do Daesh detidos este fim de semana na cidade iraquiana de Mossul. Arrependida do rumo que deu à sua vida, deixou um apelo emocionado em que expressa, repetidamente, a vontade de "fugir" e voltar para casa.

    SIC